Segunda, 19 Junho 2017 03:19

Brinquedo que é febre para as crianças gera polêmica em escolas

Avalie este item
(0 votos)

Foto: Reprodução

Viajando 24 anos até os dias de hoje, ninguém imaginaria – menos as empresas que negaram sua ideia – que os fidget spinners virariam a febre que estamos vendo. Os itens ocupam quase totalmente a lista dos 20 brinquedos mais vendidos na Amazon, o gigante varejista da internet.

No Brasil, o fidget spinner ainda está chegando, discretamente, mas já pode ser encontrado em grandes lojas online, em alguns comércios físicos de brinquedos e até em bancas de jornal, que relatam uma alta considerável nas vendas nas últimas semanas. Com um valor médio de R$ 25, é possível encontrar modelos que variam de R$ 10 a R$ 500.

Como em toda mania, as crianças acabam sendo o principal público-alvo do dispositivo, assim como aconteceu em um passado remoto com os saudosos bichinhos virtuais, os famosos “tazos”, encontrados nas embalagens de salgadinho, os ioiôs da Coca-Cola e, mais recentemente, o jogo para smartphone Pokémon GO.

Nos Estados Unidos, muitas escolas proibiram o uso do fidget spinner durante o período de aulas, pois o brinquedo estava distraindo os alunos e prejudicando o aprendizado. A medida deve acontecer também no Brasil, caso a febre alcance o mesmo nível que está lá fora, o que é bem provável.

 

EFE

 

Ler 1377 vezes

Usuários Online

Temos 1279 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REGIÃO

Oito escolas estaduais da 21ª CRE são co…

POLÍCIA

Homem é preso após assediar garotas em …

GERAL

Voos serão retomados na próxima semana e…

POLÍCIA

Polícia prende três suspeitos de latrocí…

ESPECIAL

Caminhão de empresa de Três Passos tomba…

POLÍCIA

Caso de envenenamento de animais em Tira…

INUSITADO

Cobra gigante teria sido vista em lago, …

REGIÃO

Prefeito e secretária de Tiradentes do S…

ESPECIAL

“Uma experiência dolorosa”, diz família …

ESPECIAL

Morador tem som apreendido por pertubaçã…

TEMPO

Semana terá temperatura acima da média n…

POLÍCIA

Homem mata a filha de três anos e se sui…