Terça, 10 Outubro 2017 19:00

Menina de 3 anos desaparece após ser colocada de castigo na rua

Avalie este item
(3 votos)

Foto: Reprodução

Um pai colocou a filha adotiva de 3 anos de castigo na rua, após a garota ter se recusado a tomar leite. Porém, ao ir até o local onde havia deixado a menina, constatou que ela tinha desaparecido. O caso ocorreu no sábado (7/10), na cidade de Dallas, Texas, Estados Unidos, e Sherin Mathews está sumida há três dias.

Wesley Mathews a teria deixado junto a uma árvore em um beco perto de casa. De acordo com o relato dos pais à polícia, a última vez que viram Sherin foi às 3h de sábado. Quando voltaram ao local, 15 minutos depois, não encontraram a garota. A polícia só foi informada do desaparecimento às 8h. O homem responsável pelo castigo foi detido, acusado de abandono de incapaz.

A polícia conta com a ajuda da comunidade para encontrar a menina, que tem problemas de desenvolvimento. Wesley, detido no mesmo dia, pagou fiança de US$ 250 mil e foi libertado. A investigação, no entanto, continua. As autoridades informaram ainda que Sherin foi adotada há dois anos em um orfanato na Índia.

 

Metrópoles

Ler 2226 vezes

Usuários Online

Temos 863 visitantes e Nenhum membro online

VITRINE PUBLICITÁRIA

Atacadão do Hortifruti

PROMOÇÃO IMPERDÍVEL de Ar Condicionado n…

Óptica Visual - Mega promoção de óculos

VIVO em Três Passos

Igreja Dom de Maravilha

Green House

JYM Studio

Leitor Repórter

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TRÂNSITO

Motorista morre após colisão contra moto…

PAÍS

Horário de verão será reduzido em cerca …

GERAL

“Você brocha”, “Você morre”: cigarros te…

SEGURANÇA

Estado lançará edital com 1,2 mil vagas …

GERAL

Deputada Zilá participa do ato de assina…

MUNDO

Mulher mata marido e faz amante passar p…

ESPECIAL

Vereador de Bom Progresso está entre os …

POLÍCIA

Pelo menos 7 pessoas são presas na Opera…

INUSITADO

Homem viaja quase 7 mil km para conhecer…

TEMPO

Confira a previsão tempo para esta sexta…

INUSITADO

Vovó se engana e decora árvore de Natal …

ESTADO

Promotor ouve família de mulher que morr…