Quarta, 22 Novembro 2017 09:03

Prisão de cacique gera impasse na Reserva Indígena do Guarita

Avalie este item
(2 votos)

Foto: MPF/RS

Na tarde de terça-feira (21), o Ministério Público Federal (MPF) em Palmeira das Missões (RS) se reuniu, com cerca de 60 lideranças indígenas da Reserva de Guarita que pedem a manutenção do atual cacicado mesmo após a prisão do cacique Valdonez Joaquim. Eles desejam que o vice-cacique, Marcelino Mineiro, siga na liderança da reserva.

A reunião ocorreu após um outro grupo de indígenas ter se dirigido ao MPF em Palmeira das Missões nessa segunda-feira (20), justamente para questionar a permanência de Marcelino no cacicado – este outro grupo entende que Marcelino esteve junto ao ex-cacique Valdonez na prática dos crimes que levaram o último à prisão.

Por sugestão de um professor da reserva, foi agendado um encontro entre lideranças dos dois grupos opositores no dia 5 de dezembro, no MPF em Palmeira das Missões.

Para mais detalhes sobre o caso, leia a nota assinada pelo procurador da República em Palmeira das Missões Guilherme Augusto Velmovitsky van Hombeeck:

“A Procuradoria da República no Município de Palmeira das Missões vem informar que são mentiras as notícias veiculadas nos últimos dias de que o Procurador da República Guilherme Augusto Velmovitsky van Hombeeck teria 'empossado' Marcelino Mineiro como chefe da Terra Indígena do Guarita em reunião realizada dia 9 de novembro de 2017.

A Procuradoria da República no Município de Palmeira das Missões informa que o Procurador Guilherme Augusto Velmovitsky van Hombeeck nunca se encontrou com o Marcelino Mineiro, pois estava de férias entre os dias 08 e 17 de novembro.

A Procuradoria da República no Município de Palmeira das Missões informa que os responsáveis por difundir essas informações erradas serão identificados e responsabilizados criminalmente.

Informa que, desde a prisão de Valdonez Joaquim pelo suposto envolvimento em assaltos a agências bancárias, a Procuradoria da República no Município de Palmeira das Missões não reconhece nenhuma pessoa como cacique da Terra Indígena Guarita.

Por fim, informa que a Funai será contactada para realização de uma nova eleição para escolha do cacique da Terra Indígena Guarita.”

 

Assessoria de Comunicação Social MPF/RS

Ler 2221 vezes

Usuários Online

Temos 1867 visitantes e Nenhum membro online

.......

VITRINE PUBLICITÁRIA

Green House

VIVO Multicell - Três Passos

Igreja Dom de Maravilha

Vende-se prédio comercial em Humaitá

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

POLÍTICA

Partido expulsa prefeito natural de Tene…

ESTADO

Hospital atesta óbito de bebê vivo no in…

ESPECIAL

Câmeras flagram homem encapuzado em gara…

GERAL

Polícia investiga se houve negligência d…

ESPECIAL

Bebê recém-nascido de mãe que morreu dur…

CIDADE

CPI realizará mais uma reunião de trabal…

ESPECIAL

Conheça as candidatas à rainha e princes…

POLÍCIA

Vídeos - Homem ataca policiais com facão…

INUSITADO

Vídeo - “Briga inusitada” é registrada n…

REGIÃO

UTI do Hospital Santo Antônio já tem dat…

GERAL

Coca-Cola está de olho em mercado de beb…

TRÂNSITO

Acidente envolve dois veículos na ERS-21…