Terça, 12 Dezembro 2017 20:08

Passeata pedirá justiça para mulher que morreu após parto no RS

Avalie este item
(1 Votar)

Marlene tinha 39 anos e morreu após o parto. Foto: Reprodução

A morte da moradora Marlene de Oliveira, de 39 anos, ainda causa revolta em Dois Irmãos, no Vale do Sinos. Ela faleceu, no último dia 6 de dezembro, 11 horas após dar a luz ao seu segundo filho, o Enzo.

O parto foi no Hospital São José e horas depois ela foi transferida em estado grave à Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Lauro Réus, de Campo Bom, onde veio a óbito por volta das 22h30.

Até esta terça-feira, dia 12, a morte dela ainda não foi esclarecida. Na Certidão de Óbito, foi apontada como “Natural”, Causa desconhecida. “Ninguém morre aos 39 anos de causa natural”, disse uma amiga, indignada.

Comovidos com o caso, um grupo formado por familiares e amigos de Marlene irá promover no próximo sábado, 16, a caminhada “Justiça pela Vida”. O ato será em prol de um melhor atendimento na saúde de Dois Irmãos e pelo comprometimento com a vida.

Ler 2447 vezes Última modificação em Terça, 12 Dezembro 2017 20:18

Usuários Online

Temos 122454 visitantes e Nenhum membro online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SEGURANÇA

Mais três assaltantes morrem em confront…

ESPECIAL

RS segue com calor, abafamento e possibi…

CIDADE

Arrecadação do IPVA 2019 prevista por Tr…

POLÍCIA

Bandidos são recebidos a tiros em assalt…

INUSITADO

Rua fica coberta de chocolate após vazam…

ESPECIAL

Quadrilha ataca banco, forma cordão huma…

ESPECIAL

Choque elétrico mata homem e deixa outro…

MODA

Relembre as 10 reportagens de beleza mai…

POLÍCIA

Homens são detidos com armas em Tenente …

ESPORTES

Veja as novidades do mercado da bola des…

TRÂNSITO

Estudante fica ferida em acidente com ôn…

CIDADE

Apae de Três Passos participa das Olimpí…