Domingo, 04 Março 2018 07:57

Homem perde R$ 500 mil em golpe da Caixa “multiplicadora” no RS

Avalie este item
(2 votos)

Caixa “multiplicadora” utilizada pelos estelionatários. Foto: Reprodução

Dois meses após receber uma ligação propondo um esquema para triplicar dinheiro, um homem perdeu R$ 500 mil para golpistas nessa quarta-feira, em Santa Cruz do Sul. O primeiro contato com os estelionatários aconteceu em janeiro, quando um homem que se identificou como Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) de Brasília, telefonou para a vítima, de 44 anos, e lhe explicou um suposto procedimento que transformaria R$ 500 mil em R$ 1,5 milhão. O sistema consistia em copiar cédulas de dinheiro verdadeiro, que deveriam ser disponibilizadas pela vítima. Tentado pela proposta, o homem resolveu ir atrás da quantia necessária. Ele negociou um carro e chegou a colocar uma casa à venda, mas não conseguiu se desfazer do imóvel a tempo. Então, conhecidos foram acionados e lhe emprestaram o dinheiro solicitado pelos golpistas.

Nesse tempo, um indivíduo que se identificou como Juliano teria vindo a Santa Cruz três vezes, indicado pelo “ministro”, para conversar com a vítima. Ele seria o responsável por fazer a cópia das cédulas e contou com a ajuda de um outro homem, chamado pelo comparsa de Wesley. Na última quarta-feira, Wesley e Juliano apareceram na residência, localizada no Bairro Piratini, para realizar a multiplicação do dinheiro. Os dois trouxeram diversos objetos para executar a operação. Segundo o relato da vítima, os R$ 500 mil foram postos em um caixa. Os estelionatários então fizeram uma demonstração, colocando uma parte do dinheiro junto com papéis pretos, recortados do tamanho de cédulas, em um líquido que transformou o papel em uma nota de R$ 100.

Depois da demonstração, o restante do dinheiro foi colocado no líquido dentro de uma caixa lacrada, com outras unidades dos papéis pretos. Nesse momento, os dois foram embora dizendo que voltariam à noite, já que o material dentro da caixa precisaria agir durante algum tempo. Mais tarde, os golpistas telefonaram avisando que só poderiam retornar no outro dia pela manhã. Quando amanheceu, eles não apareceram. A vítima tentou fazer contato, mas os estelionatários foram dando novas desculpas ao longo do dia. Wesley chegou a ligar mais tarde dizendo para o homem ficar tranquilo, pois ele teria de ir a Brasília, e pediu que o material fosse mantido do jeito que eles deixaram. Nesse momento, a vítima percebeu que havia caído em um golpe e procurou a Delegacia de Polícia de Santa Cruz do Sul.

Truque já é antigo, diz delegado

De acordo com o delegado Alessander Zucuni Garcia, da 2a Delegacia de Polícia de Santa Cruz do Sul, a caixa utilizada pelos golpistas foi entregue pela vítima à polícia apenas com os papéis no interior. A suspeita é de que os R$ 500 mil foram retirados do recipiente em um momento em que o homem estava distraído. “Esse é um golpe antigo, que já foi visto há pelo menos 15 anos, mas as pessoas acabam movidas pela ambição e caem novamente”, comentou Garcia.Por enquanto, não existem suspeitas de quem sejam os estelionatários. A vítima teria relatado que eles usavam veículos com placas de outros municípios.

Gazeta Online

Ler 2620 vezes

Usuários do Dia

Temos 29846 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TRÂNSITO

Acidente entre três veículos deixa um fe…

GERAL

Menino de 4 anos tenta suicídio após ass…

TRÂNSITO

Jovens morrem ao colidir moto contra col…

REGIÃO

Três-passense é o primeiro paciente a pa…

TRÂNSITO

Ônibus que levava torcedores do Grêmio p…

TEMPO

Chuva forte e volumosa deve atingir o Ri…

ESPECIAL

RSC-472 corre risco de novos deslizament…

ESPECIAL

Jovem de 23 anos desaparecida em Boa Vis…

JUSTIÇA

Médico volta a ser denunciado por crime …

GERAL

Brasileiros passam mais de 3 horas por d…

ESTADO

Lançado aplicativo para consumidores ins…

SEGURANÇA

Deep web: como funciona a parte obscura …