Quinta, 15 Março 2018 06:45

Reino Unido diz ser provável que Putin tenha ordenado ataque com agente nervoso; Kremlin chama acusação de 'imperdoável'

Avalie este item
(0 votos)

A declaração de Johnson é mais um capítulo na série de incidentes diplomáticos entre Moscou e Londres após o envenenamento do ex-espião Sergei Skripal. Secretário de Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson discursa na Câmara dos Comuns, em Londres Parliament TV Handout via REUTERS O ministro de Relações Exteriores britânico, Boris Johnson, disse nesta sexta-feira (16) que é bastante provável que o próprio presidente russo, Vladimir Putin, tenha tomado a decisão de usar o agente nervoso de nível militar para envenenar o ex-espião russo Sergei Skripal na Inglaterra. "Nós não temos nada contra os russos.
Não deve haver nenhuma russofobia como resultado do que está acontecendo", disse Johnson. "Nossa briga é com o Kremlin de Putin e com a sua decisão --e nós pensamos que é esmagadoramente provável que tenha sido decisão dele-- de orientar o uso de um agente nervoso nas ruas do Reino Unido, nas ruas da Europa, pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial". Putin durante discurso em Moscou AP/Alexei Nikolsky O Kremlin, citado pela agência russa TASS, disse que as acusações feitas por Johnson são "chocantes e imperdoáveis". "Qualquer referência ou menção ao nosso presidente nesse aspecto é uma violação chocante e imperdoável de regras diplomáticas e comportamento decente", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, segundo a agência. A Rússia nega qualquer envolvimento no envenenamento de Skripal. Crise diplomática A declaração de Johnson e a resposta da Rússia é mais um capítulo na série de incidentes diplomáticos entre Moscou e Londres nessa semana. Na quarta-feira (16), a primeira-ministra Theresa May expulsou 23 diplomatas russos em retaliação contra o envenenamento. Os contatos bilaterais de alto nível com a Rússia também foram suspensos. A premiê afirma que esses diplomatas, que têm uma semana para deixar o Reino Unido, foram identificados como "oficiais de inteligência não declarados". Essa é a maior expulsão de representantes estrangeiros do Reino Unido desde a Guerra Fria, de acordo com a Associated Press. Já nessa sexta, o ministro de Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, afirmou que a Rússia irá expulsar diplomatas britânicos de seu território, em uma medida de reciprocidade. O Kremlin considerou a posição britânica "absolutamente irresponsável" e prometeu reagir, mas ainda não estão claras quais serão as medidas a serem tomadas pelo governo russo. Sergei Skripal fala com sua advogada de trás das grades em uma corte em Moscou em foto de 9 de agosto de 2006 AP Photo/Misha Japaridze, File Envenenamento Sergei Skripal, de 66 anos, e sua filha Yulia, de 33 anos, foram contaminados por um agente nervoso na cidade britânica de Salisbury, em 4 de março. Eles foram encontrados inconscientes em um banco da catedral da cidade e foram levados ao hospital, onde estão internados em estado crítico. O caso está sendo tratado como tentativa de homicídio.
Ler 93 vezes

Usuários Online

Temos 709 visitantes e Nenhum membro online

VITRINE PUBLICITÁRIA

Astor Mallmann – Representante Telha Cer…

Green House

VIVO Multicell - Três Passos

Igreja Dom de Maravilha

Campeão de audiência

Vende-se prédio comercial em Humaitá

Anuncie aqui

Leitor Repórter

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESTADO

Pai que colocou fogo em hospital por dem…

TRÂNSITO

Carreta de Três de Maio tomba na SC-163…

MUNDO

Vídeo - Criança de 8 anos é atacada por …

EDUCAÇÃO

Atividades do 1º semestre encerram com e…

DIVERSOS

Tiradentes do Sul em defesa dos direitos…

TRÂNSITO

Carro e caminhão colidem no interior de …

JUSTIÇA

Justiça indefere pedido de réu do Caso B…

ESPECIAL

Declarações polêmicas de ex-treinador do…

ESPECIAL

Três-passense tem órgãos doados após aci…

ESPECIAL

De calor de 30°C a chance de chuva conge…

MUNDO

Homem que caminhou 32 km para chegar ao …

TRÂNSITO

Carga de cerveja cai de carreta e fica e…

...