Domingo, 15 Abril 2018 10:25

Polícia investiga quadrilha de criminoso que morreu durante ataque a ônibus de turismo

A Polícia Civil investiga a quadrilha que pertencia o assaltante morto em confronto com um policial militar durante ataque a ônibus de turismo em Minas do Leão, na região Carbonífera. O criminoso foi baleado por um brigadiano que viajava no coletivo, de dois andares, que levava 32 passageiros. Houve a apreensão de um fuzil calibre 556 com numeração raspada, uma pistola calibre 9 milímetros, munição, uma touca ninja e luvas. Outros quatro assaltantes fugiram e teriam embarcado em um Fiat Linea.

Vindo da cidade uruguaia de Salto e passado por Santana do Livramento, o veículo trafegava pelo km 183 da BR 290 quando ocorreu o roubo.

O homem morto, conhecido como Azul, residia em Guaíba, na região Metropolitana, mas já morou na vila Farrapos, em Porto Alegre.

A ocorrência foi registrada inicialmente na Delegacia de Polícia de Butiá, mas será investigada pelo delegado Marco Aurélio Schalmes, de Minas do Leão. Titular da DP de Butiá, o delegado Nedson Ramos de Oliveira contou que três dos bandidos entraram no ônibus interceptado na rodovia e dois permaneceram no carro dando apoio. “Eles anunciaram o roubo”, disse.

O brigadiano percebeu que havia algo errado quando o coletivo foi desviado para uma estrada de chão batido, na localidade de Cerro do Roque, após sair da BR 290. “O policial se deu conta e foi até a cabine e viu um assaltante com fuzil rendendo o motorista. Ele deu voz de prisão e o assaltante não reagiu, sendo algemado. Os dois assaltantes no andar de cima do ônibus desceram com o outro motorista de refém. Houve troca de tiros com eles atirando no policial que revidou. Um deles foi morto”, relatou. “A partir do morto vamos chegar aos demais autores”, assegurou.

O delegado Nedson Ramos de Oliveira lembrou que o ladrão que havia sido algemado pelo brigadiano conseguiu fugir com outros três cúmplices, todos portando fuzis e pistolas. Nenhum dos 32 passageiros ficou ferido. Já um dos condutores do coletivo foi atingido nas costas em meio ao tiroteio, sendo hospitalizado em São Jerônimo. Após a fuga do bando, a Brigada Militar e a Polícia Rodoviária Federal foram mobilizadas, sendo realizadas buscas.

O criminoso morto tem antecedentes por tráfico de drogas e roubos. “Pode ter até ligação com roubo a bancos”, observou o delegado Nedson Ramos de Oliveira. “Estamos fazendo uma troca de informações”, referindo-se aos colegas de outras delegacias da região entre Butiá e Cachoeira do Sul, onde tem ocorrido ataques parecidos na rodovia desde o ano passado.

Em Porto Alegre, o delegado João Paulo de Abreu, da 1ª Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), ficou sabendo do caso. “Tivemos conhecimento da ocorrência. Vamos desenvolver todas as diligências necessárias para confirmar ou não a suspeita levantada pelos policiais da região”, afirmou, destacando que o telefone 0800-510-2828 está à disposição para o repasse de informações mesmo anônimas.

Ler 214 vezes

Usuários do Dia

Temos 66193 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

GERAL

Surto de vírus deixa várias pessoas doen…

POLÍCIA

Mais um foragido é preso no centro da ci…

TEMPO

Outono no RS deve ser marcado por La Niñ…

REGIÃO

Homem morre de choque elétrico ao usar l…

ESTADO

Ameaças de ataque contra escola colocam …

CIDADE

Ex-aluno do Ipiranga é aprovado em seis …

REGIÃO

Construção do Hospital Regional já tem e…

ESPECIAL

Interposto recurso para aumentar a pena …

ESPECIAL

Sine de Três Passos começa a semana com …

GERAL

CPF passará a valer como documento único

ESPECIAL

Preso mais um acusado de latrocínio na c…

TRÂNSITO

Motorista morre eletrocutado após aciden…