Domingo, 15 Abril 2018 14:46

PT, PCdoB, PSOL e PDT assinam nota conjunta em repúdio à prisão de Lula

Avalie este item
(0 votos)

iG São Paulo

Nota divulgada por partidos afirma que prisão “representa agressão à democracia”; petista lidera pesquisas de opinião sobre eleições de 2018

Acampamento em apoio ao ex-presidente Lula próximo à sede da PF em Curitiba, onde o petista está preso

Acampamento em apoio ao ex-presidente Lula próximo à sede da PF em Curitiba, onde o petista está preso

Foto: Ricardo Stuckert - 12.4.18

Quatro dos principais partidos da esquerda nacional divulgaram nesta segunda-feira (16) uma nota de repúdio à prisão de Luiz Inácio Lula da Silva, encarcerado desde sábado (7) na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Leia também:"Fui ingênuo, mas não cometi crime", diz Aécio na véspera de julgamento no STF

Assinada por Carlos Lupi, presidenta do PDT, Gleisi Hoffmann, presidente do PT, Juliano Medeiros, líder do PSOL, e Luciana Santos, presidenta do PCdoB, a nota faz duras críticas ao processo judicial que levou à prisão o líder petista e denuncia a “agressão à democracia” que ela representa.

Somados, os partidos contam com 96 deputados federais e 13 senadores. Embora cada uma das legendas conte com pré-candidatos à Presidência da República (Ciro Gomes pelo PDT, Manuela D´Ávila pelo PCdoB, e Guilherme Boulos pelo PSOL), as lideranças convergiram nas críticas à prisão de Lula que, por sua vez, é o candidato petista ao Planalto.

O ex-presidente do Brasil foi condenado pelo juiz Sérgio Moro por lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Sua sentença foi confirmada em 2º grau pela segunda instância da Lava Jato, o TRF-4.

Leia também:MTST deixa tríplex atribuído a Lula no Guarujá após três horas de ocupação

Leia, abaixo, a íntegra da nota divulgada pelos partidos:

“A prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, feita ao arrepio da Constituição Federal, representa agressão à democracia brasileira e aos tratados internacionais de direitos humanos, os quais consagram, como fundamentos dos regimes democráticos, os princípios da soberania popular, da presunção da inocência e do devido processo legal.

A origem das modernas democracias assenta-se justamente nesses princípios básicos, que têm no habeas corpus sua manifestação mais significativa. Assim sendo, a prisão de ex-presidente pode ser interpretada como uma decisão casuística, politicamente motivada, que cria insuportável insegurança jurídica no Brasil. O encarceramento apressado e injustificado do ex-presidente Lula, contra o qual não há uma única prova minimamente sólida de culpa, agrava sobremaneira o perigoso e crescente clima de ódio e de instabilidade política que tomou conta do país. A decisão, destituída de fundamentos jurídicos sólidos, configura ato de perseguição política, que tende a aprofundar a gravíssima crise econômica, social e política do Brasil.

A injusta cassação política-jurídica do líder nas pesquisas de intenção de voto, significa aposta irresponsável no quadro de caos e incerteza que prejudica toda a população brasileira. Confiamos, contudo, que as forças democráticas, dentro e fora das instituições, saberão reverter esse funesta decisão e libertar Lula. O que fazem hoje com o Lula poderão fazer com qualquer pessoa amanhã. Respeitar a Constituição é respeitar a democracia.”

Leia também:Juízes do Paraná dão "vergonha", diz Gleisi após juiz vetar acampamento pró-Lula

Ler 222 vezes

Galeria de Imagens

Usuários Online

Temos 33139 visitantes e Nenhum membro online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TEMPO

Tempo esquenta nesta terça e máxima pode…

POLÍCIA

Jovem tenta matar a bisavó enforcada com…

ESPECIAL

Hospital de Caridade de Três Passos arre…

ESPECIAL

Vídeo – Explosão de transformador assust…

ESPECIAL

Saída de pista é registrada na BR-468, e…

REGIÃO

Cachorro é resgatado trancado dentro de …

TRÂNSITO

Colisão com caminhonete deixa ciclista f…

MODA

Relembre os momentos marcantes dos carna…

MODA

Veja algumas receitas das famosas para m…

MODA

Relembre galerias de fotos que a gente a…

MODA

Veja onze famosos que cresceram com o EG…

MODA

O EGO se despede e relembra flagrantes i…