Terça, 24 Abril 2018 15:13

Assassino em série buscado na Califórnia durante 40 anos é encontrado pela polícia Destaque

Avalie este item
(0 votos)

Joseph James DeAngelo, de 72 anos, estuprava e matava suas vítimas. Crimes inspiraram livro recém-lançado nos EUA. Joseph James Deangelo, de 72 anos, aparece na foto tirada pela polícia Sacramento County Sheriff's Department/Handout via REUTERS Um caso sem solução durante décadas poderá finalmente ser esclarecido: a polícia encontrou o homem que supostamente é o responsável por 12 assassinatos e 45 estupros entre 1976 e 1986. As autoridades de Sacramento informaram nesta quarta-feira (25) sobre a detenção de Jospeh James DeAngelo, de 72 anos, acusado de assassinato em vários condados da Califórnia. "A magnitude deste caso exigia que ele fosse resolvido", disse a procuradora de Sacramento Anne Marie Schubert em uma entrevista coletiva.
Testes de DNA permitiram às autoridades identificar DeAngelo como o "Golden State killer" (assassino do Estado Dourado, como a Califórnia é chamada), que iniciou seus ataques em 1976 no subúrbio de Sacramento. Segundo o FBI, ele entrava nas casas durante a noite e amarrava as vítimas mulheres, estuprando muitas delas. "Podemos dizer que nos últimos dois dias, quando várias pistas apontavam para este indivíduo, começamos a vigiá-lo, pudemos conseguir alguns testes de DNA e pudemos confirmar o que todos já sabíamos, que tínhamos (encontrado) o homem", afirmou o xerife de Sacramento, Scott Jones. A prisão aconteceu na tarde de terça-feira, informou o oficial. Na entrevista coletiva, as autoridades mostraram a fotografia do acusado, branco, com cabelos grisalhos. Segundo Jones, DeAngelo foi policial entre 1973 e 1979, os últimos três anos em Auburn - perto de Sacramento -, de onde foi demitido por furto: "É muito possível que ele estivesse cometendo esses crimes durante o tempo em que ele era policial". O FBI - que oferecia há dois anos uma recompensa de 50.000 dólares por informação que levasse à sua prisão - informou que entre 1976 e 1986, o homem cometeu 12 homicídios, 45 estupros e 120 roubos a residências. A faixa etária de suas vítimas foi entre 13 e 41 anos. A procuradora Schubert disse que, com a chegada de mais testes de DNA, outras denúncias poderão se somar às atuais. Depois de estuprar e assassinar suas vítimas, o criminoso roubava dinheiro, joias e documentos. Embora a maioria dos assaltos tenham sido cometidos em Sacramento, os testes de DNA o conectam a outros ataques na área de São Francisco e no sul do estado. Os crimes inspiraram o livro de Michelle McNamara "I'll Be Gone in the Dark" (em tradução livre para o português, "Desaparecerei na escuridão"), que foi publicado neste ano nos EUA, despertando um novo interesse sobre esse caso. Jones disse que o livro fez que novas pistas chegassem às autoridades. O ator e comediante Patton Oswalt, marido de McNamara, que morreu há dois anos, celebrou a notícia em sua página do Twitter: "Acho que você o pegou, Michelle". Arquivos mostram retrato-falado feito pelo FBI anos antes FBI/Handout via REUTERS/File Photo
Ler 814 vezes
Dra Carin Bogado Petry

Usuários do Dia

Temos 21974 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESPECIAL

Três homens são presos por tráfico inter…

ESPECIAL

Flagrante de crime ambiental no rio Urug…

CIDADE

Já garantiu o seu peixe para a Semana Sa…

REGIÃO

Municípios se unem para construção de po…

POLÍCIA

Homem acusado de estuprar criança de 10 …

REGIÃO

EMATER de São Martinho entrega mais uma …

DIVERSOS

Quinta-feira com turno único na prefeitu…

ESPORTES

Nos pênaltis, Grêmio é campeão gaúcho

ESPECIAL

Homem é preso com grande quantidade de d…

POLÍCIA

Polícia ainda tenta identificar dupla qu…

INUSITADO

Criança fica presa dentro de armário em …

TRÂNSITO

Acidente entre três veículos na SC-163 m…