Segunda, 21 Maio 2018 17:39

Litro da gasolina comum já passa de 5 reais em Três Passos

Preço vale para venda a prazo. Foto: Internauta/Facebook

O aumento de combustíveis no país já faz o litro da gasolina comum passar dos R$ 5 em cidades do interior do Rio Grande do Sul. O valor de R$ 5,05 pode ser registrado em Uruguaiana, na Fronteira Oeste, e de até R$ 5,06 em Bagé, na Campanha. Em Erechim, na Região Norte, o preço chega a R$ 4,98.

"Fim do mês, quando faz a conta... Vamos ter que parar o carro e andar de bicicleta", diz o pintor João Escobar, em um posto de Bagé. "Não tem como aguentar isso aí", reclama o autônomo Roque Farias.

A Petrobras aumentou os preços e os postos repassaram para o consumidor no fim de semana. Foi o 13º reajuste no mês, e o quinto em menos de uma semana. Na terça-feira (22), um novo aumento entra em vigor para gasolina (0,9%) e diesel (0,97%) nas refinarias.

O valor do diesel desencadeou protestos de caminhoneiros pelo país nesta segunda (21). No Rio Grande do Sul, diversas rodovias contam com manifestações.

Alguns motoristas gaúchos não sabiam do último aumento e se assustaram ao ir a postos para abastecer seus veículos nesta segunda. "Eu não sabia. Fazer o quê? É o preço", diz o mecânico Gilmar Alves Pereira, em Cruz Alta, na Região Noroeste.

Na cidade, o aumento médio da gasolina comum foi de R$ 0,20, pulando para R$ 4,68. O litro da aditivada já custa R$ 4,79.

Em Caxias do Sul, na Serra, os preços são parecidos com os de Cruz Alta. A alta na cidade foi de R$ 0,10 nas principais redes.

"Está um absurdo para quem trabalha todo dia de carro, muito complicado. Só com dinheiro contado para colocar gasolina", reclama a cabeleireira Margarete Amaral.

A escalada nos preços acontece em meio à disparada nos preços internacionais do petróleo, que chegou a bater as cotações máximas desde 2014, além da tendência de alta do dólar sobre várias moedas, incluindo o real.

Cada vez que a Petrobras reajusta seus valores, eles são repassados ao consumidor nos postos de combustíveis. "O diesel vem aumentando mais ou menos no mesmo patamar da gasolina, o que é mais grave ainda porque atinge toda a cadeia produtiva e também, por conseguinte, todos os consumidores", avalia o dono de posto Paulo Delevati.

O que diz a Petrobras

A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho do ano passado. Pela nova metodologia, os reajustes acontecem com maior frequência, inclusive diariamente. Na semana passada, foram 5 reajustes diários seguidos. No acumulado somente na semana passada, a alta chegou a 6,98% nos preços da gasolina e de 5,98% no diesel. Desde julho de 2017, o preço da gasolina comercializada nas refinarias acumula alta de 58,76% e o do diesel, valorização de 59,32%, segundo o Valor Online.

Em comunicado divulgado na última sexta-feira, a Petrobras voltou a justificar os reajustes diários, afirmando que os combustíveis derivados de petróleo são commodities, que os preços estão "atrelados aos mercados internacionais".

G1

Ler 2461 vezes

Usuários Online

Temos 1258 visitantes e Nenhum membro online

VITRINE PUBLICITÁRIA

Promoção ZERO GRAU!

Green House

VIVO Multicell - Três Passos

Igreja Dom de Maravilha

Campeão de audiência

Vende-se prédio comercial em Humaitá

Anuncie aqui

Leitor Repórter

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

INUSITADO

Vídeo mostra menor fugindo da polícia em…

POLÍCIA

Caçadores que mataram onça ameaçada de e…

TEMPO

Terça-feira com possibilidade de tempera…

TRÂNSITO

Jovem morre ao colidir em carreta estaci…

GERAL

Empresário doa ambulância de R$ 250 mil …

JUSTIÇA

Prefeito é denunciado por pedofilia no N…

ESPECIAL

Trator cai em esterqueira no interior de…

ESPECIAL

Bergamoteira surpreende pela grande quan…

TRÂNSITO

Caminhão fica preso em barranco em Tirad…

POLÍCIA

Homem esfaqueado segue internado na UTI …

MUNDO

Com doença terminal, mãe escreve cartas …

REGIÃO

Homem morre afogado em rio no Noroeste d…

...