Quinta, 31 Maio 2018 13:11

Empresário é preso nesta quinta-feira por impedir fim da greve dos caminhoneiros

Avalie este item
(0 votos)

iG São Paulo

Detido no Rio Grande do Sul, o homem teria ameaçado motoristas nos bloqueios em rodovias do Estado e está preso temporariamente

Entrevista coletiva sobre a greve dos caminhoneiros%3A o ministro Sérgio Etchegoeyon aparece em destaque na foto

Entrevista coletiva sobre a greve dos caminhoneiros%3A o ministro Sérgio Etchegoeyon aparece em destaque na foto

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil 31.05.2018

A primeira prisão de empresário suspeito de interferir na greve dos caminhoneiros que parou o País durante mais de uma semana foi confirmada nesta quinta-feira (31) pelo ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen.

Detido no estado do Rio Grande do Sul, o homem teria ameaçado motoristas que estavam presentes ou passaram pelos bloqueios em rodovias do Estado e está preso temporariamente.

Leia também: Após pedidos de intervenção militar em ato, MPF apura se houve violação da Lei

A prisão foi feita durante operação da Polícia Federal que ocorre desde o início da manhã desta quinta no Rio Grande do Sul para reprimir atuação de empresários de transporte na promoção de paralisações no âmbito da greve dos caminhoneiros.O chamado locaute, que é a realização de greves ou paralisações por empresários, é proibido pela legislação.

Polícia Federal atua contra a prática de locaute

A operação da Polícia Federal, que ganhou o nome Unlocked, ocorreu a partir de inquérito que investigou a participação de integrantes de transportadoras em bloqueios nas rodovias BR 116, RS 122 e RS 452.

Leia também:Brasileiros apoiam caminhoneiros, mas não querem pagar acordo, diz Datafolha

Segundo o superintendente regional da Polícia Federal, Alexandre Isbarrola, foi possível reunir “provas contundentes” da prática de locaute. “É uma grande transportadora que atuava com violência e grave ameaça. Havia comboios de veículos que atuavam por ordem desses empresários e que abordavam os caminhões, obrigavam a parar e que fossem recolhidos, impedindo que eles seguissem”, explicou.

De acordo com o superintendente, o objetivo era gerar o desabastecimento de grãos e de proteína animal na região da Serra, no estado. Os nomes da transportadora e do empresário preso, por outro lado,não foram divulgados.

Leia também:Greve dos caminhoneiros chega ao 11º dia e manifestações diminuem

Em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, em que confirmou a prisão do empresário suspeito de locaute, Etchegoyen reiterou a disposição do governo em manter o diálogo e lamentou a violência que provocou a morte de um motorista em Rondônia. O homemfoi atingido por uma pedra após passar por um bloqueio de manifestantes. Para saber mais informações sobre o caso, basta clicar aqui.

Ler 307 vezes Última modificação em Quinta, 31 Maio 2018 18:15

Usuários Online

Temos 2058 visitantes e Nenhum membro online

VITRINE PUBLICITÁRIA

Astor Mallmann – Representante Telha Cer…

Colchões Ortobom

Atacadão do Hortifruti

Green House

VIVO Multicell - Três Passos

Igreja Dom de Maravilha

Vende-se prédio comercial em Humaitá

Feijoada da APAE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CIDADE

CPI define cargos dos membros e cronogra…

TEMPO

Como será o inverno deste ano? Será que …

ESPECIAL

Inverno começa com chuva no Rio Grande d…

POLÍCIA

Menino de 8 anos é morto com um tiro no …

GERAL

PIS, FGTS, DPVAT e mais 'fortunas' que v…

SEGURANÇA

Golpe no WhatsApp sobre saque do PIS ati…

INTERNACIONAL

Brasileiros que assediaram mulher podem …

DENÚNCIA

Vídeo: homem mata cachorro com enxada, f…

GERAL

Vereadora justifica voto favorável à cri…

ESPECIAL

Homem fica ferido em acidente de trabalh…

ESPECIAL

Vereador diz que recebeu ameaças após cr…

MUNDO

Trump anuncia que Coreia do Norte entreg…

...