Segunda, 11 Junho 2018 18:00

STF aceita denúncia e senador Agripino Maia (DEM) se torna réu por corrupção

Avalie este item
(0 votos)

iG São Paulo

Além de denúncia por recebimento de propina de R$ 1 milhão, senador Agripino Maia (DEM) é réu por lavagem de dinheiro e uso de documentos falsos; defesa do senador promete recorrer

O senador Agripino Maia (DEM-RN) foi figura constante nos protestos pelo impeachement de Dilma Rousseff (PT), a quem acusava de ser corrupta

O senador Agripino Maia (DEM-RN) foi figura constante nos protestos pelo impeachement de Dilma Rousseff (PT), a quem acusava de ser corrupta

Foto: Moreira Mariz/ Agência Senado

Um dos principais apoiadores do impeachment de Dilma Rousseff (PT), a quem acusava de corrupta, o senador Agripino Maia (DEM) viu nesta terça-feira (12) uma denúncia contra si ser aceita pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Assim, o senador tornou-se réu em um processo por corrupção, lavagem de dinheiro e uso de documento falso.

Leia também:STF decide que só julgará ministros por eventuais crimes relacionados ao cargo

De acordo com a acusação, formulada pelo Ministério Público, Agripino teria recebido R$ 1 milhão em propinas. A peça se baseia em um depoimento de delação premiada de um empresário do Rio Grande do Norte, segundo o qual as propinas seria provenientes de um contrato de inspeção veicular entre uma empresa privada e o governo do estado, em 2010, durante a gestão da ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP).

Ao decidir a questão, o ministro Celso de Mello entendeu que há indícios mínimos para abertura do processo criminal, como depósitos de valores em espécie na conta de Agripino.

Em nota aos jornalistas, o senador disse que o andamento da ação penal mostrará que as acusações não são verdadeiras.

Na semana passada,os ministros Edson Fachin e Ricardo Lewandowski votaram pelo recebimento da denúncia. Dias Toffoli discordou em parte do relator por entender que a delação premiada deveriatersido assinada pelo ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e não por auxiliares indicados por ele.Gilmar Mendes votou pelo arquivamento da denúncia.

Leia também:Polícia Federal faz buscas em casas e no gabinete de Cristiane Brasil

"A decisão da Segunda Turma do Supremo, por 3 votos a 2, mostra a fragilidade da denúncia. Recebo-a com serenidade. Estou seguro de que o prosseguimento da ação mostrará não serem verdadeiros os fatos nela descritos", diz Agripino.

No processo, a defesa do senador negou a prática dos crimes e afirmou que "décadas de vida pública sempre gozou de reputação ilibada, sendo leviana a denúncia apresentada".

O senador Agripino, uma das lideranças do DEM, já é réu emoutro processono STFpor corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pela suposta participação em um esquema envolvendo a construção da Arena das Dunas, sede da Copa do Mundo de 2014 em Natal, que teria resultado em prejuízo de R$ 77 milhões aos cofres públicos.

De acordo com a acusação,Agripino usou sua influência política para liberar créditos que travados no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em favor da construtora OAS, responsável pela obra.

* Com informações da Agência Brasil

Leia também:As pessoas pensam que o presidente sabe tudo, diz FHC a Moro

Ler 108 vezes

Galeria de Imagens

Usuários Online

Temos 3180 visitantes e Um membro online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESPORTES

Geromel vê Brasileirão ficar mais difíci…

FAMOSOS

Globo comunista ou golpista? Emissora su…

MODA

Bolsa de palha é o acessório que vai dom…

SEXO

Quando preciso começar a pensar em inova…

BICHOS

Vídeo - Píton enorme cai do teto de banc…

VARIEDADES

Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros q…

EDUCAÇÃO

Leveza e encantamento marcam Encontro Re…

DIVERSOS

Definidos os finalistas do campeonato de…

ESPECIAL

Governo confirma início do horário de ve…

GERAL

Divulgada nova pesquisa Ibope do segundo…

ESTADO

Novos pardais das rodovias federais do R…

POLÍCIA

Bebê de nove meses é encontrado morto no…