Quinta, 12 Julho 2018 19:10

Falta de vacinas contra a meningite deixa crianças sem imunização no interior do RS

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Foto: Reprodução

Municípios do interior do Rio Grande do Sul tiveram que interromper a vacinação contra a meningite, doença infecciosa que pode levar à morte. O motivo é a falta de doses do medicamento nos postos de saúde.

A vacina é uma das prioritárias na caderneta de vacinação e integra o calendário básico do Ministério da Saúde, e é indicada para bebes de três e cinco meses e para adolescentes, de 12 e 13 anos.

Em Bagé, na Região da Campanha, desde de junho, cerca de 150 crianças não puderam fazer a vacina da meningite. A Coordenadoria de Imunizações do município informou que pede todos os meses as doses, mas que a última remessa que recebeu foi no mês passado.

Nos postos de saúde faltam 450 doses da vacina. O município não teve nenhum caso da doença este ano, mas no ano passado foi registrado um caso.

No Noroeste do estado, a Coordenadoria de Saúde, que atende 22 cidades da região, recebeu doses pela última vez na semana passada. A quantia recebida foi bem abaixo do necessário e não deve durar por muito tempo nos estoques. De acordo com o setor responsável pelas imunizações, o Ministério da Saúde já havia avisado que o repasse ficaria abaixo do normal.

Na cidade de Santa Rosa as vacinas contra a meningite acabaram nas 17 unidades básicas de saúde. O município recomenda que os pais deixem o nome da criança e um contato da família junto ao posto do seu bairro para que sejam avisados assim que as doses chegarem.

Na região das missões, em Santo Ângelo, também está faltando vacina nas oito unidades básicas da cidade. A Secretaria de Saúde informou que esse mês o repasse para o município não foi feito. A orientação é que os pais liguem para o posto de saúde e conferiram se tem a dose.

Em Erechim falta vacina contra a meningite desde a última sexta-feira (6). A prefeitura estima que por mês, em média, 100 crianças façam a vacina da meningite na cidade.

Em compensação, cidades menores, do Norte do estado, como Mariano Moro e Severiano de Almeida, que tem menos de 5 mil habitantes, ainda tem vacina no estoque pra atender aos moradores.

Na Capital, o estoque também está reduzido, mas ainda há vacinas disponíveis. Por meio de nota, a Secretaria Estadual da Saúde disse que o estado vai receber do Ministério da Saúde novas doses nos próximos dias.

Nota da Secretaria Estadual de Saúde

Informamos que, no momento, estamos com um estoque reduzido da vacina meningocócica c, o que pode ocasionar faltas pontuais do insumo em algumas unidades de saúde. Informamos ainda, que o Estado está para receber, do Ministério da Saúde, novos quantitativos de estoque de rotina dessa vacina nos próximos dias.

G1 RS

Ler 236 vezes Última modificação em Quinta, 12 Julho 2018 19:39

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Usuários do Dia

Temos 15229 visitantes e Nenhum membro online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESPECIAL

Detentos jurados de morte são transferid…

POLÍCIA

Homem é preso por contrabando de cigarro…

JUSTIÇA

Relação de eleitores faltosos aos três ú…

SEXO

Orgasmo pode ser atingido mais facilment…

ESPECIAL

Homem que se afogou em açude segue inter…

TRÂNSITO

Carro para na BR-468 e causa acidente co…

ESPECIAL

Homem procurado da Justiça é preso na ci…

POLÍCIA

Jovem desaparecido é localizado às marge…

INUSITADO

Veículo invade estabelecimento comercial…

MUNDO

Casal de velhinhos comete suicídio para …

ESPECIAL

Jovem é apreendido por tráfico de drogas…

POLÍCIA

Imagens mostram atropelamento de catador…