Quinta, 09 Agosto 2018 09:40

Quem é Cabo Daciolo? Saiba mais sobre o candidato que roubou a cena no debate

Avalie este item
(1 Votar)

iG São Paulo

Candidato à Presidência da República pelo Patriota, o atual deputado federal do Rio de Janeiro começou sua vida política em 2014 e já foi expulso do Psol

O candidato Cabo Daciolo (Patriota) roubou a cena no debate da última quinta-feira (9) entre os presidenciáveis

O candidato Cabo Daciolo (Patriota) roubou a cena no debate da última quinta-feira (9) entre os presidenciáveis

Foto: Creative Commons/Wikimedia

Os candidatos à Presidência da República participaram nessa quinta-feira (9) do primeiro debate das eleições de 2018. Dentre os participantes, o mais desconhecido era Cabo Daciolo (Patriota), que, em poucas horas, deixou de ser um candidato que nem sequer aparecia nas pesquisas de intenção de voto para se tornar 'grande sucesso' nas redes sociais.

Leia também: Candidato Cabo Daciolo foi o que mais cresceu nas buscas do Google no debate

Cabo Daciolo, atual deputado federal do Rio de Janeiro, tem 42 anos, nasceu em Florianópolis e começou a ganhar notoriedade em 2012, quando atuava como bombeiro e foi expulso da corporação por comandar uma invasão ao Quartel-General no ano anterior.

Líder grevista, Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos começou sua carreira política recentemente, em 2014, quando se candidatou a deputado federal pelo Partido Socialismo e Liberdade (Psol) e foi eleito com cerca de 50 mil votos.

Sua passagem pelo Psol foi conturbada e marcada por uma série de propostas e posições que contrariavam o programa do partido de esquerda. Com recorrentes declarações que enfatizavam suas crenças religiosas – Daciolo é evangélico – e com propostas que reforçavam sua posição cristã, não demorou muito para ele deixar o partido.

De acordo com o jornal Gazeta do Povo, ele defendeu a libertação dos 12 militares acusados de envolvimento na morte de Amarildo Dias de Souza e tentou incluir "Deus" na Constituição Federal. Aliás, foi o responsável por apresentar a proposta que queria modificar o parágrafo primeiro,“todo o poder emana do povo, para “todo o poder emana de Deus”.

Depois destes casos, em 2015, o partido decidiu expulsar o parlamentar. Em seguida, ocatarinense se filiou ao PT do B, atual Avante.

Leia também:Debate da Band tem promessas de "nova política" e briga entre Boulos e Bolsonaro

Mais polêmicas do Cabo Daciolo

Cabo Daciolo ficou conhecido por sua declarações polêmicas durante os quatro anos de vida política

Cabo Daciolo ficou conhecido por sua declarações polêmicas durante os quatro anos de vida política

Foto: Montagem iG/TV Bandeirantes

O candidato já declarou que defendia a intervenção militar e o fechamento do Congresso, pediu para que Temer "abandone a maçonaria, abandone o satanismo e venha correndo para Deus", e ainda "previu" que o deputado federal Jean Willys (Psol) iria se casar [com uma mulher] e ter filhos.

O deputado federaltambém 'profetizou' em uma sessão da Câmara dos Deputados – com uma bíblia nas mãos – que a deputada tetraplégica Mara Gabrilli (PSDB) voltaria a andar. "Quero diante de todos profetizar a cura da deputada Mara. Eu creio que aquela mulher vai levantar da cadeira e começar a andar. Eu peço ao Deus das causas impossíveis que possa estender a mão dele e possa tocar na sua serva", clamou em julho deste ano.

Em março, o Patriota anunciou que lançaria Cabo Daciolo como candidato a presidente, após Jair Bolsonaro (agora presidenciável pelo PSL) deixar o partido.

Participação no debate de presidenciáveis

Cabo Daciolo e outros sete candidatos à Presidência da República participaram do primeiro debate%2C promovido pela Band

Cabo Daciolo e outros sete candidatos à Presidência da República participaram do primeiro debate%2C promovido pela Band

Foto: Reprodução


Um dos oito candidatos que participaram do debate na Band ontem, o atual deputado disse que "não é um político tradicional" e comentou algumas de suas propostas. Contudo, o destaque ficou para suas declarações religiosas, presentes em boa parte de suas falas, e algumas afirmações contraditórias e polêmicas, relacionadas a teorias da conspiração.

O catarinente disse, por exemplo, que"o grande problema que a nação está enfrentando hoje é a falta de amor", quando questionado sobre a violência contra a mulher no Brasil. Ele tambémelogiou o falecido Enéas Carneio, disse que "pretende governar com Deus" e, nas considerações finais, leu um trecho da bíblia.

Leia também:De "Perdeu, playboy" a "50 tons de Temer": veja as melhores frases do debate

Referências a teorias da conspiração, como o Dossiê Ursal (suposto plano de "dominação comunista na América Latina", que não possui dados que comprovem a sua existência), fizeram Cabo Daciolo roubar a cena no debate e também nas redes sociais, se tornando alvo de memes e piadas nesta sexta-feira (10).

Ler 561 vezes

Galeria de Imagens

Usuários Online

Temos 114444 visitantes e Nenhum membro online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TRÂNSITO

Viatura da Brigada Militar se envolve em…

POLÍCIA

Bebê de 7 meses é torturado pelo pai no …

CIDADE

Moradora reclama de esgoto a céu aberto …

PAÍS

WhatsApp remove contas de disparo em mas…

ESPECIAL

Travessia de balsa é suspensa no rio Uru…

GERAL

Mãe pula em açude para salvar filho de d…

JUSTIÇA

Mulher é indiciada no RS por divulgação …

TRÂNSITO

Ministério Público vai apurar atendiment…

INUSITADO

Briga por causa de calcinha termina com …

POLÍCIA

Agência dos Correios é assaltada em Coro…

PAÍS

Datafolha divulga nova pesquisa de inten…

ESPECIAL

Vereadores derrubam veto do prefeito a p…