Quarta, 12 Setembro 2018 16:35

Doria volta a ser réu por improbidade administrativa com slogan "Acelera SP"

Avalie este item
(0 votos)

iG São Paulo

Ex-prefeito havia conseguido um efeito suspensivo do caso, mas atrasou o pagamento de R$ 21,25 do custo do recurso e por isso a ação foi retomada

Com a queda do recurso, a ação contra João Doria volta a ser julgada na primeira instância da Justiça de São Paulo

Com a queda do recurso, a ação contra João Doria volta a ser julgada na primeira instância da Justiça de São Paulo

Foto: Reprodução/Facebook

O ex-prefeito de São Paulo e candidato ao governo de São Paulo pelo PSDB, João Doria, voltou a ser réu por improbidade administrativa pela utilização do slogan Acelera SPdurante sua gestão na administração municipal.

O ex-prefeito havia conseguido umefeito suspensivo no Tribunal de Justiça de São Paulo, no dia 30 de julho de 2018. No entanto, a defesa de João Doria perdeu o prazo para o pagamento de R$ 21,25 da guia FEDTJ (Fundo Especial de Defesa) - o custo do recurso. O dinheiro foi pago, mas devido ao atraso, a relatora do caso Vera Angrisani aplicou a pena "de deserção, com a inadmissibilidade".

Segundo a Justiça, como o pagamento não foi efetuado dentro do prazo, o recurso foi desconsiderado. Em nota, a defesa de Doria criticou a determinação de pagamento de custas para intimação do Ministério Público, afirmou que "é uma exigência ilegal” e que vai protocolar o recurso cabível para que seja reconhecida a nulidade da decisão.

Leia também:Disputa pelo governo de SP tem 12 candidatos; conheça eles

Relembre a ação contra João Doria

Para promotor, João Doria divulgava programas de governo vinculando sua imagem a todos eles de maneira ilegal

Para promotor, João Doria divulgava programas de governo vinculando sua imagem a todos eles de maneira ilegal

Foto: Reprodução

Em junho, o ex-prefeito de São Paulo foi multado em R$ 200 mil por descumprimento de liminar que o proibia de fazer uso da expressão "Acelera SP". A sentença foi da juíza Cynthia Thomé, da 6ª Vara de Fazenda Pública. Para a juíza, Doria descumpriu a liminar, de março deste ano, que determinava o pagamento de R$ 50 mil caso ele voltasse a usar esseslogan.

Em sua decisão, a juíza ainda aumentou a multa pessoal anterior para R$ 100 mil por dia e tornou Doria réu por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito, atendendo a pedido do promotor de Justiça Nelson Luis Sampaio de Andrade. Para o promotor, Doria divulgava programas de governo vinculando sua imagem a todos eles, sem menção aos símbolos oficiais do município.

A determinação judicial de 20 de março proibia Doria de fazer toda e qualquer forma de divulgação, seja poroutdoors, placas, camisetas, bonés, memes ou adesivos, em qualquer veículo [rádio, TV, internet ou redes sociais], tanto de forma oficial quanto pessoal, enquanto prefeito da cidade.

Segundo o Ministério Público (MP), após essa decisão judicial, Doria continuou a usar a expressão até o dia 26 de março.

Leia também:Skaf ultrapassa Doria, mas empate técnico persiste, aponta Ibope

O promotor afirma que a expressão tornou-se marca registrada e pessoal de Doria, o que atentaria contra os princípios que norteiam a administração pública, especialmente o da impessoalidade.

Agora, com a queda do recurso da defesa, a ação volta a ser julgada na primeira instância. João Doria terá que responder a ação e recolher o valor da multa. A ação tem efeito apenas no período em que Doria era agente público, prefeito, não afetando as atividades de campanha.

Ler 116 vezes

Galeria de Imagens

Dra Carin Bogado Petry

Usuários do Dia

Temos 12514 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESPECIAL

Flagrante de crime ambiental no rio Urug…

CIDADE

Já garantiu o seu peixe para a Semana Sa…

REGIÃO

Municípios se unem para construção de po…

POLÍCIA

Homem acusado de estuprar criança de 10 …

REGIÃO

EMATER de São Martinho entrega mais uma …

DIVERSOS

Quinta-feira com turno único na prefeitu…

ESPORTES

Nos pênaltis, Grêmio é campeão gaúcho

ESPECIAL

Homem é preso com grande quantidade de d…

POLÍCIA

Polícia ainda tenta identificar dupla qu…

INUSITADO

Criança fica presa dentro de armário em …

TRÂNSITO

Acidente entre três veículos na SC-163 m…

DENÚNCIA

Água que abastece cidade no Noroeste do …