Quinta, 13 Setembro 2018 01:00

Um fetiche por dia: conheça a décima fantasia, chamada de trampling

Avalie este item
(0 votos)

iG Delas

Há dez dias o Delas vem abordando um fetiche diferente por dia para desmestificar o tema; última fantasia da série tem a ver com práticas BDSM

O prazer e o sexo devem ser livres para cada um explorar da forma que quiser, desde que seja algo saudável e realizado com o consentimento de todos os envolvidos. Isso significa que as pessoas deveriam ter liberdade para dizer quando têm um fetiche - algo super normal - e explorá-lo sem receios, mas nem sempre isso acontece.

Trampling é um fetiche extremamente comum e está ligado às práticas de submissão do universo BDSM

Trampling é um fetiche extremamente comum e está ligado às práticas de submissão do universo BDSM

Foto: shutterstock

 

Sabendo disso, o Delas se propôs a falar de um fetiche por dia, durante duas semanas, desmistificando o assunto e dando dicas para os casais abordarem suas fantasias e começarem a explorá-la com o parceiro ou parceira.

Reforçamos que o consentimento e a vontade são essenciais para que isso ocorra, então vale uma conversa franca com a outra pessoa para compreender quais são seus desejos e limites - afinal, apesar de compreensão ser fundamental, ninguém é obrigado a nada. Também lembramos que, para qualquer ato sexual, não pode faltar a camisinha, método que protege contra gravidez indesejada e previne DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis).

Trampling: o fetiche por ser pisado

O trampling é o fetiche por ser pisado. Normalmente o fetichista também tem podolatria e curte ser submisso

O trampling é o fetiche por ser pisado. Normalmente o fetichista também tem podolatria e curte ser submisso

Foto: shutterstock

 

O trampling é um fetiche comumente associado às práticas BDSM (Bondage e Disciplina; Dominação e Submissão; Sadismo e Masoquismo) de dominação e submissão, pois os envolvidos se excitam com serem pisados ou pisar na outra pessoa.

Normalmente, quem é adepto do trampling, principalmente quem gosta de ser pisado, costuma também ter fetiche por pés, além de gostar de masoquismo (sentir dor). Ainda que o trampling seja mais comum entre homens, existem mulheres que também gostam de ser pisoteadas e curtem ficar na posição de submissas.

Como qualquer prática que envolva dor, é importante o casal conversar primeiro sobre limites e ter palavras de segurança. Afinal, a dor é para ser prazerosa, não deve machucar o outro.

Posições sexuais para quem tem fetiche por ser pisado

Confira melhores posições para realizar o trampling - que também pode ser um fetiche de mulheres

Confira melhores posições para realizar o trampling - que também pode ser um fetiche de mulheres

Foto: shutterstock

 

O trampling costuma ser mais explorado nas preliminares, quando é possível pisotear o submisso de todas as formas possíveis e em diferentes partes do corpo. Para explorar essa prática, por que não começar pisando nas extremidades do companheiro ou companheira, como mãos e pés, e ir caminhando para o centro do corpo do outro - neste caso, finalizando o ato nas costas e peito.

O ato pode ser realizado com os pés descalços ou calçados. Para as mulheres que serão as “pisoteadoras”, vale investir num par de sapatos de salto alto bem sexy, o que promete excitar mais ainda o parceiro em posição de submisso.

Só por ser mais comum nas preliminares, não significa que o trampling não pode ser adaptado para o sexo em si, talvez sejam necessárias só algumas adaptações. Veja.

»Os oportunistas, Esposa de Indra, Aos pés da rainha

A pose d'Os oportunistas é para começar aos poucos com o fetiche: ela pisa nos pés dele

A pose d'Os oportunistas é para começar aos poucos com o fetiche: ela pisa nos pés dele

Foto: Renato Munhoz (Arte iG)

 

Para casais que querem começar a experimentar o trampling, vale ir aos poucos. A pose Os oportunistas é uma boa pção. Nela, ambos ficam de pé - ela na frente, ele atrás, para penetrar a parceira -, com a mulher inclinando o corpo levemente para frente a fim de facilitar o ato. Durante esse momento, a mulher pode aproveitar para pisar nos pés de seu parceiro, sendo descalça ou de salto alto.

A Esposa de Indra oferece uma forma criativa de realizar o fetiche, com a mulher pisando no peito do parceiro

A Esposa de Indra oferece uma forma criativa de realizar o fetiche, com a mulher pisando no peito do parceiro

Foto: Renato Munhoz (Arte iG)

 

A pose da Esposa de Indra oferece uma forma mais criativa de realizar o trampling. Nela, a mulher se deita e seu parceiro fica de joelhos em frente a ela. Ele, então, levanta o quadril da companheira para conseguir penetrá-la e ela dobra os joelhos, apoiando os pés no tronco do parceiro.

Para satisfazer o homem fetichista, a mulher pode realizar esta posição usando sapatos de salto alto e firmar com força os pés no corpo do companheiro durante o ato e até mesmo deliberadamente pisando nele.

A pose Aos pés da rainha é perfeita para a realização do fetiche de trampling durante o sexo

A pose Aos pés da rainha é perfeita para a realização do fetiche de trampling durante o sexo

Foto: Renato Munhoz (Arte iG)

 

Já Aos pés da rainha é a posição sexual óbvia para realizar o trampling e, por isso mesmo, não poderia faltar entre as sugestões. Nela, o homem fica completamente submisso à parceira: ele se deita flexionando os joelhos para apoiar os pés na cama. Ela deita de barriga para cima por cima dele, virada para o parceiro, usando seus joelhos como encosto e se encaixando para a penetração. Ela também vai flexionar os joelhos para apoiar os pés - no corpo do parceiro.

Ela não precisa nem estar usando saltos para conseguir realizar o trampling, neste caso. A mulher pode, por exemplo, tentar afundar os calcanhares no peito ou joelho do companheiro, podendo até pisar em seu rosto - algo que não é recomendado se ela estiver usando salto.

»Flexão invertida, Bote selvagem, Fusão em M

Para realizar a fantasia da mulher fetichista, o que é raro, porém não inexistente, as posições sexuais exigem alguma adaptação. O Delas ensina a realizá-las.

Na pose da Flexão invertida, para realizar o fetiche, o homem fecha as pernas e pisa na companheira

Na pose da Flexão invertida, para realizar o fetiche, o homem fecha as pernas e pisa na companheira

Foto: Renato Munhoz (Arte iG)

 

Começando com a Flexão invertida, a mulher se deita e ergue as pernas, com os joelhos flexionados, para permitir que seu parceiro se encaixe por baixo delas. Porém, esse encaixe vai ocorrer por meio de uma flexão de braço: virado no sentido contrário do corpo da companheira, o homem vai realizar flexões com as pernas abertas - tendo que, de fato, fazer o exercício para ocorrer a movimentação da penetração - de modo que o corpo da mulher fique entre elas.

Para ainda satisfazer a fantasia da mulher, o homem pode, em vez de manter as pernas bem abertas, deixá-las mais fechadas, apoiando um dos pés no próprio corpo da parceira, pisando nela durante o movimento.

Para realizar o fetiche de trampling no Bote selvagem, ele pisa na coxa da parceira com um dos pés

Para realizar o fetiche de trampling no Bote selvagem, ele pisa na coxa da parceira com um dos pés

Foto: Renato Munhoz (Arte iG)

 

Numa alternativa um pouco mais simples, há o Bote selvagem. Nela, o homem se agacha sobre a parceira, deitada de barriga para cima, para penetrá-la enquanto agachado. Uma das pernas dela fica por baixo do corpo dele e a outra apoiada por cima de uma de suas coxas. Ela se segura no pescoço dele para elevar levemente o tronco, facilitando a penetração e ganhando estabilidade.

Como ele estará agachado, ele pode aproveitar para, com uma das pernas, pisar na coxa da companheira, cuja perna estará por baixo dele. Em alguns casos, há mulheres que gostam de ver o parceiro usando salto alto para realizar o trampling - para esta pose, o uso desse tipo de sapato pode facilitar a realização do fetiche.

Para realizar o fetiche de trampling na Fusão em M, o homem e a mulher praticamente trocam de posição

Para realizar o fetiche de trampling na Fusão em M, o homem e a mulher praticamente trocam de posição

Foto: Renato Munhoz (Arte iG)

 

Por fim, o casal pode testar a Fusão em M: ele se senta com as pernas bem abertas e os joelhos dobrados, para apoiar os pés na cama. A mulher se senta de forma similar entre as pernas dos parceiro, mas segura as pernas, pelos joelhos, para que os pés não encostem na cama. Para ajudá-la e impedir que caia para trás, o homem segura a companheira pelos ombros.

A fim de realizar a fantasia, o casal pode “inverter os papéis”: ela apoia os pés na cama e ele levanta os seus para “pisar” na parceira. Para estabilidade, ele segura nos braços dela e ela dá suporte aos ombros dele.

Tem mais dúvidas sobre o fetiche abordado, fantasias ou práticas BDSM? Entre em contato conosco pelo Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e nós traremos um especialista para respondê-la com sigilo total!

Ler 287 vezes Última modificação em Sexta, 14 Setembro 2018 06:49

Usuários Online

Temos 46311 visitantes e Nenhum membro online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

GERAL

Presidente de hospital é afastado no Nor…

FENÔMENO

Novos tremores de terra são registrados …

ESPECIAL

Jovem é socorrido após cair de prédio ab…

ESPECIAL

Imagens do fim de tarde na cidade de Trê…

TRÂNSITO

Caminhoneiro morre em acidente na BR-285…

POLÍCIA

Gerente do Sicredi está desaparecido no …

JUSTIÇA

STF reafirma que é crime fugir do local …

POLÍCIA

Pai mata filho com um tiro de espingarda

CIDADE

Formação de novos soldados começará no d…

TRÂNSITO

Mais uma viatura da Brigada Militar se e…

ESPECIAL

Bebidas e cigarros são apreendidos na BR…

MODA

Veja onze famosos que cresceram com o EG…