Terça, 09 Outubro 2018 08:53

Bolsonaro ainda não pode ir a debate ou fazer campanha, dizem médicos

Avalie este item
(0 votos)

iG São Paulo

Médicos ainda não liberaram o presidenciável a sair nas ruas em busca dos votos no segundo turno das eleições; ele perdeu 15 quilos e ainda está fraco

Com a permissão dos médicos de Bolsonaro, o candidato saiu de casa para votar no último domingo, na Vila Militar%2C no Rio

Com a permissão dos médicos de Bolsonaro, o candidato saiu de casa para votar no último domingo, na Vila Militar%2C no Rio

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil - 7.10.18

O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) foi submetido, na manhã desta quarta-feira (10), a uma nova avaliação médica.

O encontro com os médicos de Bolsonaro aconteceu na casa do candidato, na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio.

Leia também: Haddad cumpre agenda em SP; Bolsonaro faz avaliação médica para definir campanha

De acordo com o clínico cardiologista Leandro Echenique, um dos médicos de Bolsonaro,o candidato está se recuperando bem, mas ainda não está liberado clinicamente para fazer campanha pelo Brasil, a fim de angariar votos em busca de uma vitória no segundo turno das eleições. Hoje já faz 34 dias que o candidato foi esfaqueado em Juiz de Fora.

"Ele perdeu 15 quilos de massa muscular e ainda está fraco, precisa de uma dieta de recuperação proteica", afirmou o médico, segundo a TV Globo. Perguntado sobre o tempo que ainda falta para o candidato se recuperar, o cardiologista disse que, na próxima quinta-feira Bolsonaro deve ir ao hospital e, provavelmente, será liberado para recomeçar sua campanha e participar de debates.Esta foi a segunda visita feita pelos médicos em uma semana.

Para amanhã, estava agendado um debate presidencial entre Bolsonaro e o seu oponente no segundo turno, o candidato Fernando Haddad (PT), na TV Bandeirantes. Porém, se obedecer as recomendações médicas, o candidato do PSL não deve comparecer ao encontro. Sua presença ainda não foi nem confirmada e nem negada.

Leia também: Fora do debate da Globo, Bolsonaro dá entrevista para a Record

Ainda hoje, Haddad publicou em seu Twitter uma série de críticas a Bolsonaro. Em meio a elas, afirmou que o candidato do PSL precisa ir a algum debate presidencial para discutir as suas propostas para o Brasil. Disse ainda que está "disposto a ir até uma enfermaria se for preciso para debater" com Bolsonaro.

No final da semana passada, às vésperas do primeiro turno das eleições, os médicos de Bolsonaro estiveram com ele e contraindicaram a sua ida ao debate da TV Globo com os demais presidenciáveis, no dia seguinte. Na ocasião, ocandidato acatou a sugestão e não foi ao encontro, o último entre os candidatos que concorreram ao primeiro turno das eleições.

Ler 85 vezes

Galeria de Imagens

Usuários Online

Temos 18450 visitantes e Nenhum membro online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESTADO

Agricultor morre após tombamento de trat…

SEGURANÇA

Identificados os cinco assaltantes morto…

POLÍCIA

Ordem judicial é cumprida em Três Passos…

ESPECIAL

Moradora de Crissiumal cai no golpe do b…

GERAL

Oito concursos estão com inscrições aber…

ESPORTES

River Plate encara o Al Ain pela semifin…

ESPORTES

Leicester recebe Manchester City pelas q…

ESPORTES

Espérance e Chivas disputam quinto lugar…

ESPORTES

Tradição, reencontros e tabus: curiosida…

ESTADO

Placa padrão Mercosul entra em vigor no …

ESPORTES

Tite se arrepende de ter feito comerciai…

ESPECIAL

Mulher encontrada morta em carro pode te…