Sexta, 19 Outubro 2018 16:55

Mulher é indiciada no RS por divulgação de fake news nas redes sociais

Avalie este item
(1 Votar)

Foto: Reprodução 

A Polícia Federal (PF) indiciou, na manhã desta sexta-feira, 19, em Porto Alegre, uma educadora física por crimes eleitorais ao divulgar conteúdo falso em redes sociais. Em um vídeo, a mulher afirma que urnas fraudadas foram enviadas para a região Nordeste do Brasil, a mando do governo gederal, em uma suposta fraude no atual processo eleitoral.

O caso foi encaminhado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul para a PF, que instaurou o inquérito. Com a investigação, a autora do vídeo foi identificada e indiciada por “Divulgar, na propaganda, fatos que sabe inverídicos, em relação a partidos ou candidatos e capazes de exercerem influência perante o eleitorado” e “Caluniar alguém, na propaganda eleitoral, ou visando fins de propaganda, imputando-lhe falsamente fato definido como crime”, artigos 324 e 325 do Código Eleitoral, com pena de três anos de detenção.

A pena ainda pode ser aumentada em um terço (Artigo 327, III), em razão da utilização de redes sociais para divulgação do conteúdo falso.

Correio do Povo

Ler 1270 vezes Última modificação em Sexta, 19 Outubro 2018 17:36

Usuários do Dia

Temos 14837 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TRÂNSITO

Colisão de automóvel e caminhão provoca …

EDUCAÇÃO

Começa o 25º Encontro de Lideranças da R…

POLÍCIA

Foragido preso é encaminhado ao Presídio…

ESTADO

TJ-RS reconhece direito a danos morais p…

MUNDO

Mulher morre após cinco horas de sexo se…

ESPECIAL

Alunos da UERGS Três Passos realizam tro…

POLÍCIA

Foragido da Justiça de Novo Hamburgo é p…

ESPECIAL

Polícia Civil do Rio Grande do Sul faz a…

POLÍCIA

Aluna ameaça realizar massacre em escola…

POLÍCIA

Ex-presidente Michel Temer é preso pela …

MUNDO

Por ciúmes do marido, mãe mata filha rec…

GERAL

Agricultores podem perder propriedades p…