Terça, 13 Novembro 2018 13:23

Criança viva que foi atestada como morta volta para casa no RS

Avalie este item
(1 Votar)

Foto: Reprodução/RBS TV

A criança que foi atestada como morta em Santa Maria em fevereiro do ano passado, mas na verdade estava viva, está novamente em casa com os pais após passar por cirurgias em Porto Alegre. Bianca havia sido transferida durante o tratamento. De acordo com o Hospital da Criança Santo Antônio, a bebê de 1 ano recebeu alta na segunda-feira (12).

"Estamos em casa, graças a Deus", comemora o pai, Marcos Renato dos Santos.

No próximo dia 26 de novembro, a menina precisará retornar a Porto Alegre para exames. "Agora vamos nos organizar com fisio, fono, tudo o que fazíamos antes", acrescenta.

Bianca foi transferida para a capital gaúcha no dia 21 de setembro. Ela estava no Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM) desde agosto, última vez que foi internada. Desde após o nascimento ela passa por tratamentos e cirurgias deviso a sequelas no cérebro e no sistema cardiovascular. Já são mais de 15 procedimentos. A transferência foi possibilitada por uma decisão judicial.

Segundo a família, os médicos atestaram que a criança nasceu sem vida após uma cesariana de emergência. A família entrou com um processo contra o hospital e a Polícia Federal passou a investigar o caso.

O atestado de óbito chegou a ser feito, informando que o bebê havia sofrido óbito fetal, sofrimento fetal agudo, deslocamento prematuro de placenta e hipertensão gestacional. Os familiares contam que a menina foi levada pela equipe do hospital e, seis horas depois, uma médica chamou a família para dizer que a criança poderia estar viva, o que de fato se confirmou.

O HUSM diz que o bebê nasceu em parada cardiorrespiratória e que foram feitas todas as manobras de reanimação, com tempo até maior do que o recomendado, e no momento a criança não reagiu, o que motivou a constatação do óbito fetal.

A criança, então, foi levada para uma sala anexa ao bloco cirúrgico e horas depois voltou a apresentar sinais vitais. Imediatamente, foi encaminhada para a UTI neonatal.

O Comitê de Ética que avalia óbitos no HUSM informou que não houve erro no atendimento da bebê.

G1 RS

Ler 2358 vezes
Dra Carin Bogado Petry

Usuários do Dia

Temos 22825 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESPECIAL

Três homens são presos por tráfico inter…

ESPECIAL

Flagrante de crime ambiental no rio Urug…

CIDADE

Já garantiu o seu peixe para a Semana Sa…

REGIÃO

Municípios se unem para construção de po…

POLÍCIA

Homem acusado de estuprar criança de 10 …

REGIÃO

EMATER de São Martinho entrega mais uma …

DIVERSOS

Quinta-feira com turno único na prefeitu…

ESPORTES

Nos pênaltis, Grêmio é campeão gaúcho

ESPECIAL

Homem é preso com grande quantidade de d…

POLÍCIA

Polícia ainda tenta identificar dupla qu…

INUSITADO

Criança fica presa dentro de armário em …

TRÂNSITO

Acidente entre três veículos na SC-163 m…