Quarta, 05 Dezembro 2018 10:25

Menino que dormia para esquecer a fome vira policial e se forma médico

Foto: Arquivo Pessoal

Numa trajetória incrível de superação, força de vontade e determinação o policial militar, Evandro Gomes Rodrigues, 37 anos, realiza no próximo sábado (08) o sonho de se tornar médico.

Filho de pedreiro, mãe doméstica, seis irmãos, pessoas simples da cidade de São Gabriel que viram as dificuldades financeiras aumentar com o falecimento do pai, vítima de AVC, quando Evandro tinha apenas oito anos de idade.

O menino que fazia 14km a pé para estudar, que dormia para esquecer a fome, que viu sua família ser despejada por mais de uma vez por não conseguirem pagar o aluguel, cresceu e conquistou uma vaga no concurso da Brigada Militar. Não só conquistou como conseguiu se classificar em primeiro lugar na turma de soldados de 2006 em Caxias do Sul.

A força de vontade do garoto pobre que se tornou policial, não parou por aí, e em 2011 ele foi aprovado em medicina na Universidade Federal do Rio Grande – FURG, conquistando 22º lugar das 70 vagas oferecidas pela instituição. Começava aí uma nova luta para realizar o sonho de se tornar médico. Com estudar praticamente em tempo integral? Como conseguir transferência para a cidade de Rio Grande?

Diante da impossibilidade de transferência, o soldado afirmou ao seu comando “… eu viro mendigo em Rio Grande, mas realizarei o sonho de me tornar médico, se não tem transferência pedirei meu desligamento da corporação…” comovido com a determinação do PM, o Comando se mobilizou e conseguiu a transferência.

Contando com o apoio e a compreensão de todos os colegas e cumprindo sua carga horária na BM, durante as madrugadas para conseguir frequentar a universidade que exigia praticamente presença em três turnos, foi assim, com muitas noites sem dormir, que o soldado viveu seus últimos sete anos, e a recompensa de todo o esforço será comemorada junto com aquela que lhe deu a vida, e que mesmo em meio as dificuldade lhe incentivava a estudar, dizendo que só o estudo poderia mudar a sua vida. Aos 64 anos, Maria Genair Menezes Gomes com a saúde bastante debilitada acompanhará a grande conquista do filho.

Emocionado, o soldado desabafou “Tanta gente me ajudou até aqui, eu não estou chegando sozinho”

Jackson Cardoso – CRPO/Serra

Ler 1018 vezes
Dra Carin Bogado Petry

Usuários do Dia

Temos 12616 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESPECIAL

Flagrante de crime ambiental no rio Urug…

CIDADE

Já garantiu o seu peixe para a Semana Sa…

REGIÃO

Municípios se unem para construção de po…

POLÍCIA

Homem acusado de estuprar criança de 10 …

REGIÃO

EMATER de São Martinho entrega mais uma …

DIVERSOS

Quinta-feira com turno único na prefeitu…

ESPORTES

Nos pênaltis, Grêmio é campeão gaúcho

ESPECIAL

Homem é preso com grande quantidade de d…

POLÍCIA

Polícia ainda tenta identificar dupla qu…

INUSITADO

Criança fica presa dentro de armário em …

TRÂNSITO

Acidente entre três veículos na SC-163 m…

DENÚNCIA

Água que abastece cidade no Noroeste do …