Terça, 04 Dezembro 2018 08:01

Rússia rejeita acusações dos EUA sobre descumprimento de tratado nuclear

Avalie este item
(0 votos)

Governo russo diz que não há provas para as acusações e que verdadeiro objetivo é a retirada americana do tratado. EUA deram 60 dias para que a Rússia volte a cumprir tratado. A Rússia denunciou, nesta quarta-feira (5), as acusações "sem fundamento" dos Estados Unidos, que afirmam que Moscou violou o Tratado INF sobre os mísseis nucleares de médio alcance firmado entre ambos os países em 1987. "Reiteram acusações sem fundamento", declarou a porta-voz do Ministério russo das Relações Exteriores, Maria Zakharova. "Não se apresentou qualquer prova das acusações americanas", acrescentou Zakharova, que considerou que o tratado INF é um "ponto-chave da estabilidade e da segurança estratégica internacional".
Já o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, declarou aos jornalistas que "distorceram os fatos para camuflar o verdadeiro objetivo da retirada americana desse tratado". Ultimato Na terça-feira, Washington deu à Rússia um prazo de 60 dias para que cumpra "plenamente" o tratado e ameaçou desrespeitá-lo em caso contrário. O secretário geral da OTAN, Jens Stoltenberg, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e os ministros de Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu; Romênia, Teodor-Viorel Melescanu; Polônia, Jacek Czaputowicz e Noruega, Ine Marie Eriksen Soreide, posam para foto na sede da OTAN, em Bruxelas, na terça-feira (4) Reuters/Yves Herman "Os Estados Unidos declaram hoje que a Rússia violou substancialmente o tratado, e suspenderemos nossas obrigações (...) em 60 dias, a menos que a Rússia volte a cumpri-lo plenamente e de forma verificável", afirmou o secretário de Estado americano, Mike Pompeo. A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) adotou uma declaração, acusando Moscou de ter violado o tratado e de pôr a segurança euroatlântica em risco. "A Rússia tem, agora, uma última oportunidade de voltar a cumprir o tratado INF, mas também devemos começar a nos preparar para um mundo sem o tratado", disse o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, em entrevista coletiva ao fim da reunião. O prazo de 60 dias corresponde à próxima reunião de ministros da Defesa da Otan, prevista para 14 e 15 de fevereiro.
Ler 64 vezes

Usuários do Dia

Temos 17460 visitantes e Nenhum membro online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REGIÃO

Expo Agro Cotricampo inicia nesta quinta…

ESPECIAL

Detentos jurados de morte são transferid…

POLÍCIA

Homem é preso por contrabando de cigarro…

POLÍCIA

Jovem é apreendido por tráfico de drogas…

JUSTIÇA

Relação de eleitores faltosos aos três ú…

SEXO

Orgasmo pode ser atingido mais facilment…

ESPECIAL

Homem que se afogou em açude segue inter…

ESPECIAL

Homem procurado da Justiça é preso na ci…

POLÍCIA

Jovem desaparecido é localizado às marge…

INUSITADO

Veículo invade estabelecimento comercial…

MUNDO

Casal de velhinhos comete suicídio para …

REGIÃO

Sine oferece mais de 70 vagas de emprego…