Segunda, 07 Janeiro 2019 20:29

Ministro admite ter feito exposição indevida de servidor que pediu licença prevista em lei

Avalie este item
(0 votos)

Mensagens postadas no Twitter pelo ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente Reprodução / Twitter O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, admitiu que expôs um servidor do órgão no último dia 5 de janeiro ao divulgar pelo Twitter um despacho de autorização de licença para que o funcionário fizesse um curso de alemão no exterior. A licença é legalmente prevista no Estatuto dos Servidores Públicos. Na publicação, o ministro dava a entender que o curso seria pago pelo ministério. Salles tentou, sem sucesso, apagar do Twitter o nome de Murilo Ferreira Araújo, analista ambiental do ministério. Um trecho do texto foi borrado (imagem acima), mas mesmo assim é possível ler o nome do servidor.
Questionada sobre o erro na exposição do nome do servidor, a assessoria de Ricardo Salles respondeu que "a intenção não era expor o servidor, tanto que se tentou omitir o nome na publicação no twitter, o que lamentavelmente não ocorreu por uma falha técnica". Em uma das mensagens publicadas no Twitter em 5 de janeiro, o ministro postou foto analisando edições do "Diário Oficial" e, em seguida, escreveu: "E os cursos de inglês e alemão no exterior...a gente que pagou...", sugerindo que a pasta teria custeado todo o curso do servidor. No entanto, o processo da licença ao qual o blog teve acesso mostra que a viagem, incluídas diárias, passagens e inscrição no curso, serão pagas pelo servidor, que manterá apenas a remuneração do cargo de analista ambiental. Apesar da previsão da licença em lei, o ministro informou ao blog que a autorização para licença destinada à capacitação de servidores "seria melhor aproveitada para formação na área finalística". De acordo com essa interpretação, o curso de alemão escolhido por Murilo Araújo não teria relação direta com o cargo que ele ocupa no ministério. Questionado sobre a exposição de seu nome, Araújo afirmou ao blog: "Entendo o ministro plenamente. Não há ilegalidade em comentar algo publicado no Diário Oficial". O caso Na tarde do dia 5 de janeiro, Ricardo Salles postou uma foto sentado em uma mesa e escreveu: "leitura de sábado à tarde: os Diários Oficiais da União dos últimos 60 dias". Em seguida, depois do comentário de um seguidor que pediu ao ministro para "contar tudo", Salles inseriu a imagem de um despacho que autorizou a licença para capacitação de Murilo Ferreira Araújo, analista ambiental do MMA, a partir de 13 de janeiro deste ano, para fazer um curso de alemão em Koln, na Alemanha. Em uma das mensagens relacionadas à foto com as edições do "Diário Oficial", o ministro escreveu: "e os cursos de inglês e alemão no exterior...a gente que pagou...". Em outro tuíte, respondendo a seguidores, Salles postou: "mais de 200 viagens ao exterior por conta da viúva...". O blog leu o processo de autorização da licença de Murilo Ferreira Araújo e descobriu que trata-se de uma Licença para Capacitação, direito concedido pelo Estatuto dos Servidores Públicos a todo servidor que completa cinco anos de efetivo exercício. Pela lei, o servidor tem direito de se afastar por até três meses para realizar a capacitação com ônus limitado, ou seja, receber somente o salário e benefícios do cargo durante o afastamento. As demais despesas, como diárias, passagens e inscrição no curso são de responsabilidade do servidor. Editoria de Arte / G1
Ler 112 vezes

Galeria de Imagens

Usuários do Dia

Temos 67286 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

GERAL

Surto de vírus deixa várias pessoas doen…

POLÍCIA

Mais um foragido é preso no centro da ci…

TEMPO

Outono no RS deve ser marcado por La Niñ…

REGIÃO

Homem morre de choque elétrico ao usar l…

ESTADO

Ameaças de ataque contra escola colocam …

CIDADE

Ex-aluno do Ipiranga é aprovado em seis …

REGIÃO

Construção do Hospital Regional já tem e…

ESPECIAL

Interposto recurso para aumentar a pena …

ESPECIAL

Sine de Três Passos começa a semana com …

GERAL

CPF passará a valer como documento único

ESPECIAL

Preso mais um acusado de latrocínio na c…

TRÂNSITO

Motorista morre eletrocutado após aciden…