Terça, 26 Maio 2015 17:59

Segurança é reforçada para audiência dos réus do Caso Bernardo em Três Passos

Avalie este item
(0 votos)

Oitivas acontecem no Fórum de Três Passos/Foto: Rodrigo Oliveira/Arquivo/Três Passos News

Acontece nesta quarta-feira, 27, em Três Passos, o interrogatório dos quatro réus acusados da morte de Bernardo Uglione Boldrini. Deverão ser ouvidos pelo juiz de Direito, Marcos Luis Agostini, o pai e a madrasta do menino, Leandro Boldrini e Graciele Ugulini, e os irmãos Evandro e Edelvânia Wirganovicz. Eles têm o direito de permanecerem calados.

Apesar de não ter recebido nenhuma informação de um possível protesto em Três Passos, a Brigada Militar adotou medidas preventivas para que a audiência transcorra normalmente e não seja interrompida, atrasando o processo.

Apenas os réus, os advogados e membros da Justiça e do Ministério Público, terão acesso à sala de audiências, e também a imprensa poderá acompanhar os depoimentos, mas só é permitido fazer imagens nos 15 minutos iniciais. As ruas próximas ao Fórum serão interditadas para veículos. O 7º BPM não informou o número de policiais que atuarão no local.

O clima na cidade é pacífico. Não há cartazes ou faixas nas proximidades do Fórum com palavras agressivas contra os réus. Em frente à casa onde o menino vivia com o pai e a madrasta, uma espécie de memorial com fotos e pedidos de justiça é mantido desde que o corpo foi encontrado, em 14 de abril de 2014. Em frente ao MP, do outro lado da rua, cartazes pedem justiça para a mãe e o menino.

Conforme a Justiça, a data do julgamento de Edelvânia e Evandro Wirganovicz, Leandro Boldrini e Graciele Ugulini, ainda não está definida, mas poderá ocorrer ainda este ano.

Entenda o Caso Bernardo

Bernardo Uglione Boldrini, de 11 anos, desapareceu no dia 4 de abril, em Três Passos. Dez dias depois, o corpo do menino foi encontrado no interior de Frederico Westphalen, dentro de um saco plástico, enterrado às margens de um rio. Foram presos o médico Leandro Boldrini, a madrasta Graciele Ugulini e uma terceira pessoa, identificada como Edelvânia Wirganovicz. Evandro Wirganovicz, irmão de Edilvânia, também foi preso acusado de participar da ocultação do cadáver. Os quatro foram indiciados e deverão ir a julgamento.

*Atualizada às 19h50.

 

Ler 2750 vezes Última modificação em Terça, 26 Maio 2015 20:03

Usuários Online

Temos 28219 visitantes e 3 membros online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESPORTES

Geromel vê Brasileirão ficar mais difíci…

FAMOSOS

Globo comunista ou golpista? Emissora su…

MODA

Bolsa de palha é o acessório que vai dom…

SEXO

Quando preciso começar a pensar em inova…

BICHOS

Vídeo - Píton enorme cai do teto de banc…

VARIEDADES

Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros q…

EDUCAÇÃO

Leveza e encantamento marcam Encontro Re…

DIVERSOS

Definidos os finalistas do campeonato de…

ESPECIAL

Governo confirma início do horário de ve…

GERAL

Divulgada pesquisa Ibope do segundo turn…

ESTADO

Novos pardais das rodovias federais do R…

POLÍCIA

Bebê de nove meses é encontrado morto no…