Terça, 26 Maio 2015 17:59

Segurança é reforçada para audiência dos réus do Caso Bernardo em Três Passos

Avalie este item
(0 votos)

Oitivas acontecem no Fórum de Três Passos/Foto: Rodrigo Oliveira/Arquivo/Três Passos News

Acontece nesta quarta-feira, 27, em Três Passos, o interrogatório dos quatro réus acusados da morte de Bernardo Uglione Boldrini. Deverão ser ouvidos pelo juiz de Direito, Marcos Luis Agostini, o pai e a madrasta do menino, Leandro Boldrini e Graciele Ugulini, e os irmãos Evandro e Edelvânia Wirganovicz. Eles têm o direito de permanecerem calados.

Apesar de não ter recebido nenhuma informação de um possível protesto em Três Passos, a Brigada Militar adotou medidas preventivas para que a audiência transcorra normalmente e não seja interrompida, atrasando o processo.

Apenas os réus, os advogados e membros da Justiça e do Ministério Público, terão acesso à sala de audiências, e também a imprensa poderá acompanhar os depoimentos, mas só é permitido fazer imagens nos 15 minutos iniciais. As ruas próximas ao Fórum serão interditadas para veículos. O 7º BPM não informou o número de policiais que atuarão no local.

O clima na cidade é pacífico. Não há cartazes ou faixas nas proximidades do Fórum com palavras agressivas contra os réus. Em frente à casa onde o menino vivia com o pai e a madrasta, uma espécie de memorial com fotos e pedidos de justiça é mantido desde que o corpo foi encontrado, em 14 de abril de 2014. Em frente ao MP, do outro lado da rua, cartazes pedem justiça para a mãe e o menino.

Conforme a Justiça, a data do julgamento de Edelvânia e Evandro Wirganovicz, Leandro Boldrini e Graciele Ugulini, ainda não está definida, mas poderá ocorrer ainda este ano.

Entenda o Caso Bernardo

Bernardo Uglione Boldrini, de 11 anos, desapareceu no dia 4 de abril, em Três Passos. Dez dias depois, o corpo do menino foi encontrado no interior de Frederico Westphalen, dentro de um saco plástico, enterrado às margens de um rio. Foram presos o médico Leandro Boldrini, a madrasta Graciele Ugulini e uma terceira pessoa, identificada como Edelvânia Wirganovicz. Evandro Wirganovicz, irmão de Edilvânia, também foi preso acusado de participar da ocultação do cadáver. Os quatro foram indiciados e deverão ir a julgamento.

*Atualizada às 19h50.

 

Ler 2847 vezes Última modificação em Terça, 26 Maio 2015 20:03

Usuários do Dia

Temos 25734 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SEGURANÇA

Caminhoneiro é preso sob efeito de cocaí…

ESPECIAL

Granizo atinge cidades no interior do Ri…

POLÍCIA

Menino de 11 anos falou sobre Momo antes…

ESTADO

RS tem quinta maior expectativa de vida …

GERAL

Encontro Municipal da Mulher é realizado…

DIVERSOS

Tiradentes do Sul adquire novo veículo c…

ESPECIAL

Aberta mais duas vagas de emprego no Sin…

REGIÃO

Cidade busca ajuda para menino com doenç…

ESPECIAL

Caminhão tomba na BR-472, entre Três de …

INUSITADO

Homem escreve em talão de cheque para av…

TRÂNSITO

Caminhonete invade pista e causa acident…

GERAL

10 itens da Reforma da Previdência que t…