Terça, 03 Janeiro 2017 11:34

Copa do Mundo de 2026 pode ter 48 seleções e até sete vagas sul-americanas

Avalie este item
(0 votos)

Sede da entidade máxima do futebol mundial em Zurique, na Suíça. Foto: Fabrice Coffrini/AFP    

A partir de 2026, a Copa do Mundo vai aumentar. Na semana que vem, o Conselho Fifa se reunirá em Zurique, na Suíça, para decidir qual será o tamanho do inchaço: das atuais 32 seleções, o torneio poderá ter 40 ou 48 participantes. O formato atual será mantido para os Mundiais de 2018, na Rússia, e 2022, no Qatar.

Uma alteração no número de participantes obviamente significará uma mudança de formato. Há quatro propostas na mesa (duas com 40 times, duas com 48 times), que também serão votadas na semana que vem. A ideia com mais força, defendida pelo presidente da Fifa, Gianni Infantino, é a de 48 seleções.

Neste cenário, a América do Sul passaria a ter direito a seis vagas diretas e a chance de mais uma via repescagem – “e em uma repescagem fácil”, nas palavras de um executivo da Fifa envolvido na confecção do novo formado da Copa. Provavelmente, contra um rival da África ou da América Central. Ou seja: é possível que a Conmebol, que tem dez filiados, tenha até sete representantes nos Mundiais a partir de 2022.

As propostas de mudança no formato da Copa do Mundo foram envidadas pela Fifa para as 208 associações nacionais em dezembro. A Conmebol tem cinco representantes entre os 34 membros do Conselho Fifa, e os cinco sul-americanos votarão em bloco. A decisão sobre como o continente vai votar será tomada nos próximos dias, baseada em um parecer técnico elaborado pelo departamento de competições da confederação.

Aumentar o número de participantes da Copa do Mundo foi uma das principais plataformas de campanha de Gianni Infantino. O ex-secretário-geral da Uefa foi eleito em fevereiro de 2016 para chefiar a entidade que manda no futebol mundial.

Ao que tudo indica, Infantino não vai ficar na promessa de campanha. O presidente da Fifa reafirma sempre que pode a ideia de ampliar a Copa do Mundo. O plano enfrenta forte resistência por parte dos clubes, sobretudo dos europeus. No mês passado, Associação dos Clubes Europeus classificou a ideia de Infantino como “inaceitável” e pediu para a Fifa manter em 32 o número de seleções na Copa do Mundo.

 

O Sul

 

Ler 228 vezes

Usuários Online

Temos 607 visitantes e Nenhum membro online

NOTÍCIAS RECOMENDADAS

Óptica Visual - Super promoção de óculos

VIVO em Três Passos

1ª Feira Comercial e Agrícola em Campo N…

Lucas Pneus e Acessórios

Mauri Cabeleireiro

Colchões Ortobom

Igreja Dom de Maravilha

Green House

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

GERAL

Família pede ajuda para encontrar mulher…

INUSITADO

Cobra de cinco metros “cospe” lagarto de…

ESPECIAL

Homem morre eletrocutado no interior de …

SEGURANÇA

Operação apreende 69 armas brancas e 276…

CIDADE

Multicell passa a representar a Vivo em …

RAPIDINHAS

Oficina de Artesanato em Tiradentes do S…

REGIÃO

1ª Feira Comercial e Agrícola em Campo N…

POLÍCIA

Operação combate o tráfico de drogas no …

REGIÃO

Prisão de cacique gera impasse na Reserv…

EDUCAÇÃO

Dia do Amigo é um sucesso no Colégio Ipi…

GERAL

ENTREVISTA – Yeda Crusius, ex-governador…

TRÂNSITO

Ônibus de universitários tomba na ERS-40…