Foto: Reprodução

Um bebê que nasceu com o coração fora do peito superou as expectativas, sobreviveu às cirurgias para resolver o problema e agora se recupera dos procedimentos no Reino Unido. O parto de Vanellope Hope Wilkins ocorreu há três semanas. A menina não tem o esterno, osso que compõe a caixa torácica, onde fica o coração e o pulmão.

Sua condição, conhecida como ectopia cordis, é extremamente rara, com apenas alguns poucos casos registrados a cada 1 milhão de nascimentos – a maioria deles natimortos. O hospital Glenfield, em Leicester, na região central do país, onde a bebê está internada, disse desconhecer casos no Reino Unido em que um recém-nascido com este mal tenha sobrevivido.

Seus pais, Naomi Findlay, de 31 anos, e Dean Wilkins, de 43 anos, dizem que a menina foi uma “verdadeira guerreira”. “Quando o ultrassom mostrou seu coração fora do peito, foi um choque. Deu muito medo, porque não sabíamos o que aconteceria”, diz a mãe.

Um teste mostrou que não havia nenhuma anormalidade nos cromossomos do bebê, e o casal decidiu prosseguir com a gravidez. “Fomos aconselhados a interromper a gestação, já que as chances de ela sobreviver eram quase zero. Ninguém acreditava que ela conseguiria, a não ser nós dois”, afirma o pai.

Naomi diz que “não era capaz” de fazer o aborto. “Vi seu coração batendo com apenas nove semanas de gestação, não importa onde. De certa forma, sua força me ajudou a seguir em frente.”

 

O Sul

Publicado em MUNDO

Foto: Reprodução

Segundo especialistas, ter um cãozinho em casa pode trazer mais do que só alegria para a sua vida: ele pode favorecer também a sua saúde. Um estudo divulgado no periódico Scientific Reports indica que o risco de desenvolver doenças cardíacas e até a mortalidade por causa de problemas no coração é menor entre donos de cachorros do que no resto da população.

“Uma descoberta muito interessante no nosso estudo é que ter um cão é especialmente importante como um fator protetivo em pessoas que vivem sozinhas, um grupo que em estudos anteriores já apresentava um risco maior de doenças cardiovasculares e morte do que outros que vivem em casas compartilhadas”, afirma a líder do estudo, Mwenya Mubanga, da Universidade de Uppsala, na Suécia.

“Talvez um cão funcione como um membro familiar importante em um lar de uma pessoa só. Os resultados mostram que donos de cães solitários têm uma redução de 33% no risco de morte e de 11% no risco de infarto.” Além disso, a pesquisa também mostrou que cães de raças criadas originalmente para caçar, como labradores ou pastores, são ainda mais benéficos para a saúde de seus donos.

Para chegar aos resultados, os cientistas analisaram dados de 3,4 milhões de indivíduos de 40 a 80 anos sem nenhum indício prévio de problemas no coração. Na Suécia, cada pessoa possui um número de identidade exclusivo e toda visita a um hospital é registrada em bases de dados nacionais, acessíveis aos pesquisadores após a identificação dos dados. Desde 2001, os cidadãos também são obrigados a informar se possuem animais de estimação. Mubanga e sua equipe utilizaram 12 anos de histórico hospitalar desses pacientes para avaliar se existia alguma associação entre os pets e o diagnóstico posterior de doença cardiovascular ou a morte por qualquer causa.

Os pesquisadores afirmam que esse tipo de estudo permitiu encontrar uma associação entre ter um cão como animal de estimação e a menor ocorrência de problemas no coração, mas isso não permite dizer com certeza que é o animal em si que traz o benefício.

“Sabemos que donos de cães, em geral, têm um nível mais elevado de atividade física, o que poderia ser uma explicação para os resultados observados”, afirma a coautora Tove Fall, também da Universidade de Uppsala. “Outras explicações incluem um aumento do bem-estar e dos contatos sociais ou efeitos que o [contato com o] cão provoca no microbioma bacteriano do proprietário.”

“Também pode haver diferenças entre donos e não-donos antes mesmo de comprar um cachorro, o que poderia ter influenciado nossos resultados. [Por exemplo], se as pessoas que optam por ter um cachorro já tendem a ser mais ativas e ter uma saúde melhor.” Segundo ela, provavelmente, os resultados podem ser generalizados para outras populações europeias com uma cultura similar em relação a animais de estimação.

 

Veja

Publicado em BICHOS

Foto: Reprodução

Estudiosos americanos decidiram averiguar os riscos que a atividade sexual pode trazer para o coração, incluindo o mito de que o ato, em si, pode até causar uma parada cardíaca em cardiopatas. Porém, os resultados não contribuíram para essa "teoria". A pesquisa um tanto curiosa vem chamando a atenção das pessoas.

"Paradas cardíacas são fenômenos extremamente perigosos, que frequentemente resultam em morte. No entanto, conseguimos mostrar que, raramente, ocorre esse problema durante a relação sexual. Possuímos provas de que as pessoas que sofrem de doenças do coração não têm nada a temer", comenta Sumeet Chugh, pesquisador do Instituto do Coração de Los Angeles, nos Estados Unidos.

Para verificar os possíveis riscos cardíacos do sexo, Chugh e seus colegas observaram a vida e saúde de quase um milhão de pessoas durante os últimos cinco anos.

No período em que foi realizada a pesquisa, 4,5 mil voluntários faleceram devido a inesperadas paradas cardácas, permitindo que os autores identificassem se havia alguma ligação entre as mortes e a prática de sexo.

Tal investigação mostrou que a morte pode, realmente, ocorrer durante a atividade sexual, em virtude de um ataque cardíaco. Porém, das milhares de mortes ocorridas durante o estudo do Instituto do Coração de Los Angeles, apenas 30 estavam relacionadas à relação sexual. Ou seja, o problema afetou apenas 0,7% de todas as pessoas analisadas.

Com isso, os cientistas americanos conseguiram determinar que a atividade sexual frequente não influencia na possibilidade de morrer, mesmo em pacientes que sofrem com problemas no coração – com exceção apenas para quem tem alguma insuficiência coronária crítica.

 

Revista Encontro (com Agência Sputnik)

Publicado em SEXO

Usuários Online

Temos 423 visitantes e Nenhum membro online

VITRINE PUBLICITÁRIA

Atacadão do Hortifruti

Green House

VIVO em Três Passos

Igreja Dom de Maravilha

Vende-se ou troca-se casa em Ijuí

JYM Studio

9 MILHÕES DE ACESSOS EM 2017

Leitor Repórter

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESPECIAL

Chuva diminui e aumenta a nebulosidade n…

INUSITADO

Fotógrafa exagera no photoshop e álbum d…

TRÂNSITO

Motorista perde a vida em acidente com c…

REGIÃO

Prefeitura de Crissiumal lança Seleção P…

ESTADO

Mega Sena sai para duas apostas na mesma…

REGIÃO

Três prefeituras oferecem vagas de estág…

ESPECIAL

Jornal TP NEWS TV

ESTADO

Jogador da base do Grêmio é vítima de af…

GERAL

Quem tem direito à meia-entrada, ou seja…

ESPECIAL

Motorista embriagado se envolve em acide…

POLÍCIA

Detentos são atacados a tiros e um morre…

POLÍCIA

Polícia apreende quase 200 pedras de cra…