Foto: Reprodução

Quase todos os restaurantes que vendem carne de cachorro no condado sul-coreano de Pyeongchang, onde acontecerá a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno na sexta-feira, negaram um pedido do governo de parar de servir esta comida, admitiu um oficial nesta quinta-feira. Acredita-se que os sul-coreanos consumam cerca de um milhão de cachorros por ano como uma iguaria de verão, com sua gordurosa carne vermelha sendo considerada uma rica fonte de energia.

Ativistas intensificaram as campanhas para proibir o consumo de carne de cachorro, com petições on-line querendo o boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang-2018, além de protestos em Seul. As autoridades locais pediram aos 12 restaurantes que servem carne de cachorro em Pyeongchang que parassem de vender esta comida durante os Jogos em troca de subsídios. No entanto, apenas dois cumpriram com a solicitação, informou à AFP o oficial do governo de Pyeongchang, Lee Yong-Bae.

"Enfrentamos muitas queixas dos operadores de restaurantes de que estamos ameaçando sua subsistência", afirmou. "Inicialmente, alguns deles venderam carne de porco e outras coisas ao invés de carne de cachorro apenas para ver suas vendas caindo bruscamente. Então voltaram para a carne de cachorro".

Os anúncios que mostram pratos feitos com carne de cachorro, como o boshintang (sopa que melhora a saúde), o yeongyangtang (sopa de nutrientes), ou sacheoltang (sopa do ano inteiro), foram substituídos por outros mais neutros, como o yeomsotang (sopa de cabra), para evitar "uma impressão ruim dos estrangeiros" durante os Jogos, continuou.

Oficialmente, a carne de cachorro é classificada como "detestável" por Seul, como a de cobra, mas essa designação não tem ramificações legais. As autoridades sul-coreanas periodicamente tentam persuadir os restaurantes a mudarem seus cardápios, ou retirarem propagandas sugestivas de carne de cachorro, durante grandes eventos internacionais ocorridos no país. A tradição declina à medida que a nação abraça cada vez mais a ideia dos cachorros como animais de estimação, ao invés de gado, fazendo com que, entre os jovens sul-coreanos, comê-los se torne um tabu.

 

CP

Publicado em MUNDO

Usuários Online

Temos 1880 visitantes e Nenhum membro online

VITRINE PUBLICITÁRIA

Promoção ZERO GRAU!

Green House

VIVO Multicell - Três Passos

Igreja Dom de Maravilha

Campeão de audiência

Vende-se prédio comercial em Humaitá

Anuncie aqui

Leitor Repórter

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ESPECIAL

Adolescente de 15 anos está desaparecida…

ESPECIAL

Aprovados em concurso da Susepe doam san…

ESPECIAL

Veículo com cigarros contrabandeados é a…

CIDADE

Corsan informa corte no fornecimento de …

CIDADE

Números para chamados de emergência em T…

POLÍCIA

Briga entre vizinhos termina em morte no…

TEMPO

Quarta-feira segue com tempo firme no Ri…

POLÍCIA

Preso em São Martinho homem condenado po…

INUSITADO

Defunto é chamado para trabalhar como co…

POLÍCIA

Namorado de jovem gaúcha desaparecida no…

INUSITADO

Homem simula o próprio sequestro para fi…

SEGURANÇA

Mulher morre queimada em incêndio no Nor…

...