Três Passos News

Três Passos News

Foto: Divulgação

Em audiência na última semana junto a Superintendência do Patrimônio Público, em Porto Alegre, o Prefeito Municipal de Tiradentes do Sul, Alceu Diel e o Secretário de Fazenda e Desenvolvimento Econômico Luiz Carlos Sandri, foram recebidos pela superintendente estadual   do S.P.U, Dr. Antônio Calos Jung juntamente com os engenheiros Luiz Fernando Gonzales, Jean Gasso e a Arquiteta Luana Pare.

Na oportunidade reiteraram urgência da união   autorizar, ceder ou doar a área onde se encontra localizado a aduana de Porto Soberbo, uma vez que o município pretende retomar e manter aquele prédio público, que atualmente pertence a união, impossibilitando do município de Tiradentes do Sul realizar as melhorias que necessita.

Outra preocupação da administração, na urgência deste melhoramento das infraestruturas pois já se encontra marcado para dia 27 de novembro do corrente ano, uma audiência pública na Assembleia legislativa em Porto Alegre, visando a reabertura da aduana de Porto Soberbo, com apoio da Comissão de Assuntos Municipais, AMUCELEIRO, Rota do Yucumã e Autoridades Argentinas.

Assessoria de Comunicação

Foto: Polícia Rodoviária Estadual

Um taxista de 33 anos, se feriu por volta das 16h45min de quarta-feira, 14, quando ele perdeu o controle de direção e saiu à direita da pista, no instante em trafegava pela ERS 344, no sentido de Giruá à Santa Rosa. Conforme informações, logo após o acidente, o motorista do veículo VW Gol ficou desacordado, mas em seguida foi socorrido pelos agentes do Samu e Bombeiros.

O boletim de ocorrência foi feitos pelos agentes da PRE – Polícia Rodoviária Estadual de Santa Rosa.

No Ar Notícias

Foto: Reprodução/Google Maps

Ação conjunta entre o Ministério Público (MP), a Polícia Civil e a Prefeitura de Alpestre, no Norte do Rio Grande do Sul, resultou no afastamento do presidente da Sociedade Beneficente Nossa Senhora de Fátima de Alpestre, Sérgio Mileski, na manhã desta quarta-feira, 14 de novembro.

Sindicância feita pelo Poder Executivo municipal apontou irregularidades na prestação de contas do hospital no exercício 2016/2017, em despesas que superam R$ 400 mil e estariam em desacordo com convênio firmado com a prefeitura. Uma cópia dessa apuração foi entregue ao MP e deu origem à investigação.

A Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão em três locais: no hospital, e na casa e no escritório da empresa do presidente da sociedade, informou o inspetor Cristiano Trentin. Os agentes retiveram documentos e uma CPU de computador, que passará por perícia.

O MP ingressou com ação no Fórum da Comarca de Planalto e a Prefeitura de Alpestre com outra pedindo intervenção na casa de saúde. Dessa maneira, um juiz de Direito deve nomear um interventor para verificar o que aconteceu e onde exatamente os recursos foram aplicados.

A reportagem telefonou à empresa do presidente para oferecer espaço para manifestação, mas nenhuma das ligações foi atendida até o fechamento desta notícia.

O município possui população estimada em pouco mais de 6,4 mil habitantes e recentemente teve afastamento do prefeito e do vice-prefeito na Operação Paiol, do Ministério Público. Em outubro, a cidade foi a única do Rio Grande do Sul a ter eleições suplementares junto com o segundo turno das Eleições 2018, para a escolha de novos prefeito e vice-prefeito.

Folha do Noroeste

Foto: Reprodução/Arquivo

A população da Zona Leste de Caxias do Sul foi mais uma vez surpreendida por tremores de terra na noite desta quarta-feira (14). Por volta de 20h55, moradores dos bairros Presidente Vargas, Petrópolis e Lourdes novamente ouviram um estrondo seguido por um abalo. Uma nova ocorrência se deu por volta de 21h10, mas com intensidade menor. A Rádio Caxias recebeu e confirmou diversos relatos de pessoas que vivem nesses bairros e também de estudantes que estavam na UCS.

O Corpo de Bombeiros recebeu ligações falando sobre o fenômeno. Pelo menos 20 chamadas foram recebidas em cerca de 15 minutos, e uma unidade foi deslocada ao bairro Petrópolis, para conferir a situação.

Na última segunda-feira (12), uma série de tremores assustou os mesmos bairros da cidade. Um deles, segundo o Centro de Sismologia da USP, chegou a 2.0 na escala Richter.

Rádio Caxias

Depois da chuva, o sol fechou o dia com chave de ouro. Fotos: TP News

O feriado prolongado de 15 de novembro começa com muito sol no Rio Grande do Sul. O tempo seco predomina no estado até sexta-feira, 16. No sábado e no domingo, por causa da passagem de uma frente fria, áreas de instabilidade se espalham e chove forte em quase todas as regiões, segundo o Climatempo.

Confira a previsão completa para Três Passos: https://www.climatempo.com.br/previsao-do-tempo/15-dias/cidade/2692/trespassos-rs

Foto/Vídeo: Alcides Figueiredo

Na tarde desta quarta-feira (14), a PRF foi acionada para atender um acidente com vítima, na BR 285 em São Luiz Gonzaga.

Por volta das 16h20, uma carreta Scania emplacada em Guarani das Missões saiu de pista e tombou. Na sequência, o veículo incendiou-se com o motorista preso nas ferragens. O condutor, 54 anos, de Guarani das Missões, faleceu no local.

A PRF está em deslocamento para o local do acidente. A Brigada Militar de São Luiz Gonzaga já esta no local orientando o trânsito.

Kelvin Morais

Foto: Eco Regional

A comunidade de Anta Gorda está comovida com o sumiço do gerente da unidade do Sicredi, Jacir Potrich. Ele teria saído do trabalho no final da tarde de terça-feira, chegado em casa, guardado o veículo e saído para pescar.

Imagens das câmeras de segurança registram que ele retornou para casa, limpou e guardou os peixes e desapareceu.

Na manhã de hoje, a perceber o seu desaparecimento foi registrado ocorrência. A Polícia Civil, Brigada Militar, BOE, Bombeiros e um helicóptero da polícia realizam as buscas nas proximidades da residência.

Se alguém tiver alguma informação que possa colaborar com a investigação pode ligar na Polícia Civil de Anta Gorda pelo telefone (51) 3756-1138.

Eco Regional

Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira, por sete votos a quatro, que é crime a fuga de motorista do local de um acidente de trânsito.

Para a maioria dos ministros, a punição para quem deixa o local do acidente não fere a garantia do cidadão de não ser obrigado a produzir prova contra si mesmo.

De acordo com a decisão do Supremo, a fuga deve ser criminalizada sempre que houver intenção de fugir à responsabilidade penal – não ser processado por atropelamento ou morte, por exemplo – ou se a intenção for evitar a responsabilização civil – ter que arcar com os gastos de conserto ou outras indenizações.

Na decisão, os ministros ressalvaram, porém, que a punição não se aplica se comprovadas situações excepcionais, como casos em que o motorista estiver ferido ou se houver risco de linchamento.

A maioria do Supremo considerou que é constitucional o artigo 305 do Código de Trânsito Brasileiro. O artigo pune com detenção de seis meses a um ano o condutor do veículo que se afasta do local do acidente “para fugir à responsabilidade penal ou civil que lhe possa ser atribuída”.

Caso concreto

Os ministros analisaram um recurso do Ministério Público contra decisão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, que absolveu um taxista que fugiu do local onde bateu o carro em outro veículo em 2010 na cidade de Flores da Cunha.

Ele foi condenado a 8 meses de prisão na primeira instância, mas absolvido depois pelo TJ-RS. O Supremo atendeu ao pedido do MP para derrubar a absolvição e retomar a condenação do taxista imposta na primeira instância.

O caso tem repercussão geral. Isso quer dizer que a decisão valerá para outros 130 processos semelhantes que tramitam na Justiça. Também servirá de base para uma outra ação ampla da Procuradoria Geral da República (PGR) sobre o tema (veja mais abaixo).

Ao absolver o taxista, o TJ-RS argumentou que ninguém é obrigado a produzir provas contra si. Para o tribunal, a condenação foi ilegal porque obrigá-lo a permanecer no local do acidente seria violar a garantia de não se incriminar, prevista no artigo 5º da Constituição.

O Ministério Público do Rio Grande do Sul recorreu ao STF em 2016. Argumentou que a permanência do condutor no local do acidente não se confunde com confissão de autoria ou reconhecimento de culpa, mas se trata de uma colaboração com as autoridades.

Ação da PGR

Em 2015, a Procuradoria-Geral da República entrou com uma ação para confirmar a constitucionalidade do crime de fuga do local do acidente.

Embora trate exatamente do mesmo tema julgado nesta quarta-feira, essa ação ainda terá que ser analisada pelo STF para que o entendimento que criminaliza a fuga do local de acidente tenha validade ampla.

A Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC) é de relatoria do ministro Marco Aurélio Mello

No processo, a Procuradoria destaca que decisões dos Tribunais de Justiça de São Paulo, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e de Minas Gerais, além do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (que inclui PR, SC e RS), já consideraram a norma do código de trânsito como ilegal.

Quase diariamente são registrados em todo o país acidentes de trânsito, como batidas ou atropelamentos, nos quais o motorista foge do local, muitas vezes sem prestar socorro a vítimas.

G1

Vítima seguia internada no Hospital de Caridade. Foto: TP News

Um jovem foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros após sofrer uma queda no final da tarde de terça-feira, 13, em Três Passos. O acidente aconteceu, por volta das 18h30, em um prédio abandonado no pátio da antiga ADM, no bairro Operário.

A vítima, de cerca de 30 anos, teria caído de uma altura de aproximadamente 10 metros e fraturado uma das pernas. A queda sobre o gramado teria amortecido o impacto. Na tarde desta quarta-feira, 14, ela ainda seguia internada no Hospital de Caridade.

Duas pessoas também estavam no local, mas nenhuma chegou a ver se o jovem saltou ou escorregou e caiu. Suspeita-se de uma possível tentativa de suicídio.

Quarta, 14 Novembro 2018 13:58

Pai mata filho com um tiro de espingarda

Foto: Diário da Informção

Segundo a Polícia Militar de Marmeleiro, o crime ocorreu na madrugada desta quarta-feira, 14, na Linha Novo Progresso, interior de Marmeleiro/PR.

De acordo com o sargento Arlindo Santos, a vítima Junior César Bigaton, 36 anos, que tinha problemas psicológicos e com álcool, chegou em casa, que fica próximo a do pai, autor do homicídio, embriagado e como em outras ocasiões estava agredindo a esposa. O pai da vítima, Avelino Bigaton, 65 anos, tentou conter o filho, mas acabou atirando nele com uma espingarda, matando o próprio filho.

Segundo o comandante, a vítima Júnior Bigaton, já causou muitos problemas para a família e com frequência a PM atendia ameaças e agressão dele contra os pais. Conta que no fim de semana passada a equipe esteve na casa dele atendendo a um chamado de agressão e ameaça aos familiares. Mello diz que a família foi orientada, mas não quiseram representar contra a vítima.

A Polícia Militar e Civil e Criminalística realizam os levantamentos no local do crime. Segundo o comandante o corpo foi removido ao Instituto Médico Legal de Francisco Beltrão.

O suspeito fugiu do local levando a arma utilizada no crime. Ainda segundo o comandante, ele teria ido à casa de um sobrinho e pediu que ele chamasse a polícia. A Polícia Militar fez buscas, mas até o momento o acusado não foi localizado.

Rede Peperi

Usuários Online

Temos 65632 visitantes e Nenhum membro online

.......

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DIVERSOS

Município de Tiradentes do Sul reivindic…

TRÂNSITO

Taxista fica ferido em saída de pista na…

GERAL

Presidente de hospital é afastado no Nor…

FENÔMENO

Novos tremores de terra são registrados …

ESPECIAL

Jovem é socorrido após cair de prédio ab…

ESPECIAL

Confira a previsão do tempo para o fim d…

TRÂNSITO

Caminhoneiro morre em acidente na BR-285…

POLÍCIA

Gerente do Sicredi está desaparecido no …

JUSTIÇA

STF reafirma que é crime fugir do local …

POLÍCIA

Pai mata filho com um tiro de espingarda

CIDADE

Formação de novos soldados começará no d…

TRÂNSITO

Mais uma viatura da Brigada Militar se e…