Três Passos News

Três Passos News

Foto: PC/Divulgação

Operação realizada pela INTELIGÊNCIA e POE da Brigada militar de Ijuí, acabou frustrando uma ação criminosa na cidade. Indivíduos estavam organizados para cometer um roubo de grandes proporções em Ijuí.

Tais indivíduos estavam de posse de armas, e usariam uma motocicleta furtada no dia de ontem, para o cometimento do crime.

Foram detidos 6 homens, que foram apresentados na delegacia, sendo que um deles de iniciais L.D.S, 19 anos, teve o flagrante lavrado por porte de arma e tráfico e os outros foram Liberados, de acordo com entendimento do delegado.

Durante as diligências um dos homens presos confessou a intenção de cometer um roubo, que financiaria o tráfico de drogas, mostrou áudios no telefone celular, em que organizava o crime, tendo como mentor intelectual, um homem que está preso na penitenciária modulada de Ijuí.

Ijuí Notícias

Foto: Reprodução

O tradicional paninho sobre o fogão, um clássico nas cozinhas brasileiras, está com seus dias contados. O Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro) está reformulando a regulamentação dos fogões para aumentar o nível de segurança do produto, e uma das primeiras medidas é a eliminação da tampa. A mudança será feita por meio de portaria que deve ser publicada em três meses. Os fabricantes terão 12 meses para se adaptarem.

— A tampa só torna o fogão mais caro e aumenta o risco de acidentes para o consumidor. Por isso, vamos publicar uma portaria determinando sua eliminação. Na maior parte do mundo, os fogões já não têm tampa— explica Marcos André Borges, coordenador do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) do Inmetro.

Essa é apenas a primeira das mudanças previstas para a nova regulamentação do produto, que é o maior responsável pelos acidentes registrados no banco de dados do Inmetro (Sinmac), com 15% do total dos relatos. A última revisão nas regras de certificação dos fogões havia sido feita em 2012. No entanto, algumas modificações, como a determinação de redução na temperatura das laterais, para diminuir o risco de queimaduras, só foram implementadas no ano passado.

— Algumas mudanças precisam de mais tempo de adaptação da indústria, pois exigem revisão de projeto, mudanças na fabricação e de toda a cadeia produtiva. Um período de cinco anos pode parecer muito tempo, mas, se aceleramos demasiadamente o processo, podemos encarecer o produto, de tal forma a levar brasileiros dos cantões do país de volta ao fogão à lenha — explica Borges.

Padrão Mercosul

Desta vez, a alteração no padrão do eletrodoméstico será feita em consonância com o Mercosul. E uma das medidas que serão adotadas prevê a redução da eficiência energética em prol da maior segurança do produto. Na prática, isso significa dizer que o consumidor vai gastar um pouco mais de gás para garantir que as grades de mesa do fogão sejam mais seguras.

G1

Local corre risco de novos deslizamentos. Foto: TP News

 

Nesta quarta-feira, 20, no km 60 da RSC-472, no sentido Três Passos a Tenente Portela, antes da ponte do rio Turvo, operários e máquinas trabalharam no trecho onde na noite do dia 11 ocorreram desmoronamentos de terra, de pedras e de árvores da encosta sobre a rodovia, bloqueando a passagem de veículos. Pelo menos outros dois pontos nesse trecho apresentam problemas na estrutura e correm risco de deslizamentos.

Foto: Daniel Carvalho/Rádio Lagoa FM

Um homem morreu e outros dois ficaram feridos em um acidente envolvendo dois caminhões na ERS-126, na manhã desta quarta-feira, 20, em Lagoa Vermelha, na Região Norte do Rio Grande do Sul.

Segundo o Comando Rodoviário da Brigada Militar, o motorista de um dos veículos fazia uma ultrapassagem quando bateu a carroceria no baú de outro caminhão, que acabou capotando.

Eliseu Correia de Oliveira, de 46 anos, motorista do veículo que tombou, morreu no local.

O passageiro que estava com Eliseu e o motorista do outro caminhão estão em estado estável no Hospital São Paulo, em Lagoa Vermelha.

Os dois caminhões, com placas de Lagoa Vermelha, seguiam em direção à Sananduva.

G1 RS

Foto: Arquivo Pessoal

Um aparelho celular explodiu e quase provocou um incêndio em residência na noite desta terça-feira (19), em Santa Cruz do Sul. Proprietária do aparelho, a comerciária Tânia Helena Schmidt, 55 anos, ligou o dispositivo na tomada para carregar a bateria e foi dormir por volta das 22h. Às 23h, foi acordada por faíscas atingindo sua pele e pelo cheiro forte de queimado.

— Levei um susto com as faíscas caindo em mim e acordei na hora. De pronto, eu tirei o carregador da tomada e do telefone. Mas ele continuava aceso. Então, levei rápido para o banheiro. E quando larguei o celular, a bateria se desprendeu – conta Tânia.

O marido dela, Valdomiro Agnes, 50 anos, acordou quase ao mesmo tempo e logo sentiu o cheiro forte de plástico queimado. A fumaça tomava conta do quarto. Não foi mais possível voltar para a peça.

— O ar ficou irrespirável dentro do quarto e da casa, tivemos de levar colchões e dormir na varanda. Mais um pouco e teria começado um incêndio — conta Valdomiro.

Carregamento sempre à noite

O calor da explosão também derreteu a capa de silicone que protegia o celular. O dispositivo modelo Moto G4, da Motorola, tinha pouco mais de dois anos de uso e nunca teve qualquer tipo de problema. Com o uso intenso durante o dia, era natural chegar à noite com pouca carga na bateria.

Era quando Tânia o carregava para o uso do dia seguinte. Colocá-lo na cômoda ao lado da cama era outro hábito, já que usava o despertador para acordar. Ela reconhece que o carregador usado não era o mesmo que veio com o aparelho, mas não se tratava de equipamento pirata, como os comercializados por ambulantes, por exemplo.

— Não era o carregador dele mesmo. Não sei que pegou, se meu marido ou minha filha. Mas era um carregador de outro aparelho também da Motorola, era original – garante a comerciária.

Procurada por GaúchaZH, a assessoria de comunicação da Motorola informou que fará contato com Tânia para solicitar o envio do equipamento à empresa. A intenção é submeter o dispositivo a uma análise técnica para entender o que aconteceu. O caso não é inédito, em 2017, outro Moto G4 foi o responsável por um incêndio que deixou três feridos em Maceió (AL).

Riscos de descarga elétrica

Celulares em carregamento de bateria oferecem riscos, alertam especialistas, e não devem ser manuseados. De acordo com o professor de informática do Senac-RS Luiz Henrique Rauber Rodrigues, o superaquecimento é o principal problema, especialmente em celulares com as opções de carga "rápida" ou "turbo".    

– O celular está esquentando porque está carregando e daí você faz mais uma atividade que vai esquentar o celular. Isso pode causar uma explosão, seguramente. Sem falar que danifica a bateria. O ideal, quando está carregando o celular, é não mexer nele – explica o docente.

GaúchaZH

Confira a previsão para Três Passos. Foto: Arquivo/TP News

Logo de cara, o outono chega marcado por uma frente fria que promete uma queda significativa na temperatura em todo o Estado. Considerado um período de transição entre o verão e o inverno, o outono começa, oficialmente, às 18h58min desta quarta-feira, 20, em todo o Hemisfério Sul.

Já na virada de quarta para quinta, 21, o Rio Grande do Sul recebe a primeira onda de frio da nova estação. “Serão ondas de frio mais pontuais, decorrentes de entradas de frentes frias. Quando elas saírem, a temperatura volta a subir”, diz Adriana Iwashita, meteorologista da Somar Meteorologia.

Embora haja previsão de frio mais intenso em meados de maio, a estação deve registrar temperaturas acima da média neste ano, conforme relatório divulgado pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Além das temperaturas mais amenas, o outono deve ser marcado pela chuva acima da média.

Confira a previsão completa para Três Passos:

https://www.climatempo.com.br/previsao-do-tempo/15-dias/cidade/2692/trespassos-rs

Com informações de Gaúcha ZH

Foto: Arquivo Pessoal/CEAT

Um piquenique externo, preparado na última quinta-feira pelo Colégio Evangélico Alberto Torres, em Lajeado, no Vale do Taquari, para alunos do 8º ano, virou alvo de investigação do Ministério Público. Relatos de testemunhas apontaram que o grupo de crianças, com idades entre 12 e 13 anos, ingeriu bebida alcoólica, ecstasy (psicotrópico sintético) e Viagra (remédio para impotência sexual), o que demandou atendimento médico. Um suposto abuso sexual também pode ter ocorrido, de acordo com vídeos e áudios que circularam em redes sociais da região.

Em reunião na tarde dessa terça-feira, o promotor Carlos Augusto Fioriolli estipulou que a instituição de ensino entregue ao Ministério Público documentos que constituam provas sobre os envolvidos no piquenique, assim como a identificação das crianças e dos pais. “É nessa etapa que estamos trabalhando, com o reconhecimento da conduta de cada personagem para, posteriormente, verificar a gravidade e aplicar a medida socioeducativa”, completa o promotor.

Em entrevista à Rádio Guaíba, Fioriolli explicou que os funcionários do Ministério Público começaram a receber mensagens em redes sociais e em grupos de WhatsApp com áudios, fotos e vídeos do evento promovido pela escola, inclusive o que incluía uma jovem sendo abusada por um colega. “Começamos a fazer um trabalho quase jornalístico, de entender quem, o que e onde exatamente aquelas informações estavam circulando e, principalmente, de onde elas estavam saindo”.

O promotor ainda contou à reportagem que, ainda na sexta-feira, encaminhou uma notificação ao Hospital Bruno Born, à Unimed e à Unidade de Pronto Atendimento do município para saber se alguma criança havia dado entrada com as características citadas nos áudios, como abuso e embriaguez. “Com a afirmação de que na UPA um menino de 13 anos havia ficado internado durante o final de semana, pudemos dar andamento às investigações”, completou Fioriolli.

Já com algumas informações e provas confirmando o ocorrido, o Ministério Público reuniu-se com a direção da escola e exigiu imagens das câmeras de segurança da instituição. “Durante esse período, enquanto estamos fazendo a análise dos documentos, já ouvimos dois jovens e seus pais para ternarmos compreender toda essa situação e, partir dali, buscarmos a conduta que cada um teve antes do evento na combinação do que levar ao piquenique, bem como a conduta que cada um teve diante das falas e das filmagens”.

Conforme o promotor, entender a conduta de cada jovem no evento é fundamental para que as medidas de proteção e socioeducativas sejam aplicadas com maior ou menor intensidade. “Podemos ter, nesse caso, abuso sexual, tráfico de drogas e outros diversos tipos de infrações que podem ser considerados crimes ou atos infracionais. Estamos, inclusive, pedindo exames toxicológicos nessas crianças para identificar o tipo de toxina que há no organismo”.

O promotor disse ainda que, além do âmbito do Direito, o caso precisa ser analisado pelo viés psicológico e do Estatuto da Criança e do Adolescente para compreender e identificar por que um grupo de jovens promoveu, filmou e compartilhou nas redes sociais o que ocorreu durante o piquenique. “É um seleto grupo de crianças, com famílias estruturadas, com condições financeiras e é preciso entender o que os motivou a fazer e mostrar à grande sociedade. Isso é importante pelo aspecto social e não só pela responsabilidade dos pais e omissão e das ações dos filhos, mas exatamente para conhecer o que está acontecendo com certos grupos de jovens que, além de quebrar a regra, querem mostrar que ela está sendo quebrada”, finalizou Fioriolli.

A reportagem entrou em contato com a instituição de ensino, que afirmou que a atividade, que é anual, ocorreu na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB). A escola garante estar auxiliando o Ministério Público na identificação dos alunos e dos responsáveis. A escola disse ainda que 14 estudantes foram suspensos, por três dias.

Rádio Guaíba

Foto: Mauro Schaefer

A Polícia Federal (PF) confirmou nesta quarta-feira que foi acionada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) para investigar ameaças de ataque na instituição de ensino. Por meio de sua assessoria de imprensa, a PF informou que "está dando o devido tratamento à informação". Agentes se deslocaram para o local para iniciar os trabalhos. As postagens em fóruns da Deep Web falam sobre atentados no campus do Vale, no bairro Agronomia, onde um usuário anônimo sugere que a "segurança é falha".

Um professor confirmou à reportagem que uma reunião ocorreu na tarde de terça-feira na universidade para debater a segurança no local. Por conta disso, a administração central entrou em contato com a PF para que a situação passasse por uma diligência em caráter de prevenção.

Um e-mail foi encaminhado aos corpos docente e técnico de uma das faculdades. No texto, era pedido que quaisquer atitudes estranhas ou suspeitas deveriam ser relatadas à vigilância da universidade. A mensagem, de caráter interno, foi vazada para alunos e começou a circular em grupos de WhatsApp.

No começo desta tarde, a Ufrgs encaminhou uma nota oficial sobre o assunto. No texto, disse que "acionou, preventivamente, o setor de segurança da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), polícias Federal e Civil e o setor de inteligência da Brigada Militar e, ainda, reforçou sua segurança interna".

Íntegra da nota:

"A Universidade Federal Rio Grande do Sul, assim como algumas outras universidades brasileiras, recebeu informações de ameaça de atentado no Campus do Vale, semelhante ao ocorrido em Suzano, SP. Diante disso, a Universidade acionou, preventivamente, o setor de segurança da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), polícias Federal e Civil e o setor de inteligência da Brigada Militar e, ainda, reforçou sua segurança interna. A UFRGS tomou essas medidas a fim de proporcionar a manutenção de todas atividades no local com segurança e tranquilidade".

Correio do Povo

Depois de uma certa idade, muitos garotos tentam descobrir como ser um homem. E no caso deste usuário do fórum Reddit, as coisas estavam começando a parecer sem solução, o que levou-o a pedir ajuda no tópico r/AskMen, que se apresenta como uma forma dos homens expressarem seus pontos de vista sobre coisas do cotidiano.

Tentando descobrir como ser um homem de verdade, este rapaz decidiu buscar ajuda na internet, e não faltaram dicas
shutterstock
Tentando descobrir como ser um homem de verdade, este rapaz decidiu buscar ajuda na internet, e não faltaram dicas

Antes de pedir ajuda aos participantes da discussão, o jovem que queria saber como ser um homem começou dando um pouco de contexto sobre sua personalidade e aparência física, bem como sobre as mudanças que lutou para fazer na sua vida.

É difícil encontrar uma mulher que tenha a vida sexual ativa e que não tenha passado por uma decepção na hora do sexo. Claro que, como cada pessoa é diferente da outra, é normal que algumas características ou atitudes não agradem, ainda mais em um momento tão íntimo, que é quando o casal decide ir para a cama.

Leia também: Mulheres contam as piores desculpas que já inventaram para não fazer sexo; veja

Alguns hábitos podem ser tão desestimulantes na hora do sexo, a ponto de fazer com que a mulher desista
shutterstock
Alguns hábitos podem ser tão desestimulantes na hora do sexo, a ponto de fazer com que a mulher desista

Usuários do Dia

Temos 14410 visitantes e Nenhum membro online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TRÂNSITO

Colisão de automóvel e caminhão provoca …

EDUCAÇÃO

Começa o 25º Encontro de Lideranças da R…

POLÍCIA

Foragido preso é encaminhado ao Presídio…

ESTADO

TJ-RS reconhece direito a danos morais p…

MUNDO

Mulher morre após cinco horas de sexo se…

ESPECIAL

Alunos da UERGS Três Passos realizam tro…

POLÍCIA

Foragido da Justiça de Novo Hamburgo é p…

ESPECIAL

Polícia Civil do Rio Grande do Sul faz a…

POLÍCIA

Aluna ameaça realizar massacre em escola…

POLÍCIA

Ex-presidente Michel Temer é preso pela …

MUNDO

Por ciúmes do marido, mãe mata filha rec…

GERAL

Agricultores podem perder propriedades p…