Tempo
Foto: Reprodução

A previsão de temperatura global anual do Met Office para 2022 sugere que o próximo ano continuará como um dos anos mais quentes da Terra. A temperatura média global para 2022 prevista pelo serviço meteorológico britânico está entre 0,97°C e 1,21°C (com uma estimativa central de 1,09°C) acima da média para o período pré-industrial (1850-1900). Logo, o oitavo ano consecutivo em que a temperatura global exceder 1,0°C acima dos níveis pré-industriais.

Pelo segundo ano consecutivo, a previsão de temperatura global do Met Office para o próximo ano é ligeiramente mais baixa do que em alguns anos anteriores desde 2015. Isso se deve em grande parte à influência de La Niña no Pacífico tropical, onde as temperaturas da superfície do mar estão abaixo da média. La Niña tem efeito de resfriamento temporário na temperatura média global.

O cientista do Met Office, Dr. Nick Dunstone, enfatizou que o fenômeno La Niña que vai marcar o começo de 20222 vai impactar a temperatura média anual global do próximo ano. “A temperatura global foi ligeiramente reduzida durante 2021 por causa da influência de resfriamento do La Niña no Pacífico tropical”, explicou.

“Com outro La Niña em andamento, tornando-o um La Niña de ‘duplo mergulho’, não é surpreendente que estejamos prevendo outro ano relativamente mais frio para as temperaturas globais em comparação com o período de vários anos desde 201. No entanto, ainda é provável que 2022 esteja acima de 1,0°C de desvio e, portanto, continue a série de anos mais quentes para a temperatura global desde 1850”, ponderou.

Adam Scaife, também do Met Office, acrescentou  que “essas previsões para o próximo ano ilustram que o aumento dos gases de efeito estufa na atmosfera está agora aquecendo o globo a uma taxa que chega aos anos do El Niño no final da década de 1990, logo o que ocorre com La Niña duas décadas depois equivale ao que se via sob El Niño”, alertou.

A série de anos mais quentes começou em 2015, o primeiro ano em que as temperaturas globais ultrapassaram 1,0°C acima do período pré-industrial (1850-1900). A previsão é baseada nos principais fatores do clima global, mas não inclui eventos imprevisíveis, como grandes erupções vulcânicas, que causariam um resfriamento temporário.

O Dr. Doug Smith, um dos principais especialistas em previsão do clima do órgão, acrescentou que “o fato de as temperaturas médias globais estarem acima de 1,0 ° C desde 2015 mascara a variação considerável de temperatura em todo o mundo. Alguns locais, como o Ártico, aqueceram muito mais desde os tempos pré-industriais”.

A previsão do Met Office para a temperatura média global de 2021, emitida no final de 2020 (0,99°C a 1,23°C com uma estimativa central de 1,11°C), concorda estreitamente com as últimas observações da temperatura global até agora neste ano. Os dados de janeiro a setembro de 2021 mostram que a temperatura média global está em torno de 1,09⁰C acima dos níveis pré-industriais.

A série de temperatura global – que foi atualizada este ano – é agora uma média de seis conjuntos de dados usados ​​pela Organização Meteorológica Mundial e IPCC: HadCRUT5, NOAAGlobalTemp, GISTEMP, Berkeley Earth e as reanálises ERA5 e JRA55. O uso dessas séries de temperatura aumenta cerca de 0,08°C em média a temperatura global desde os tempos pré-industriais em comparação com as estimativas anteriores.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/D4BIJEmkBRXIgFPzTVyxjg

MetSul – https://metsul.com/met-office-2022-vai-figurar-entre-os-anos-mais-quentes-da-historia/?fbclid=IwAR3AC_AuieHb1-Zac06rBhbros6aQvedcvPw09PYe7Et2TLd3OuMSZziA1w .