Geral
Foto: João de Souza/Bigstock

No Brasil, 30,2 milhões de trabalhadores recebem até um salário mínimo, segundo levantamento realizado pela consultoria IDados, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) do segundo trimestre. Isso significa que 34,4% dos trabalhadores brasileiros recebem até R$ 1,1 mil por mês – o percentual mais alto desde 2012, quando o dado começou a ser acompanhado.

De acordo com Bruno Ottoni, autor do levantamento, as pessoas que estão entrando ou voltando ao mercado de trabalho, informalmente ou por conta própria, tendem a ter uma renda menor do que as que trabalham com carteira assinada. “As pessoas estão encontrando um mercado de trabalho diferente do que existia antes da pandemia. É um mercado em que muitas empresas faliram, quebraram. Grande parte das opções de emprego não existe mais”, disse ao G1, lembrando que essa parcela da população é fortemente afetada pela alta inflação.

Gazeta do Povo