Curiosidades
Foto: Divulgação

Uma gestante de Manaus (AM) foi surpreendida no momento do parto: em vez de trigêmeas, a mãe descobriu uma quarta filha na hora do nascimento. Michelle Freitas, 38 anos, esperava pelas bebês Sophia, Laís e Lívia, mas, de repente, veio também Giovana, nome dado em homenagem à médica que realizou a cirurgia.

Michelle, que já tem outros três filhos — de 20, 18 e 11 anos —, acreditava em apenas três bebês durante os sete meses da gestação, junto ao médico que acompanhava a gravidez. Agora, com a surpresa, a família terá de se reorganizar.

— Estava anestesiada, quando a médica falou que tinha mais uma, eu só disse “tá bom”, e fui dormindo. No quarto, quando minha filha me falou, eu não acreditava. Perguntava “quatro, Ana Flávia?”. E ela, “quatro, mãe!”.

A equipe médica que realizou a cesárea também levou um susto ao encontrar a quarta “escondida” na barriga da mãe. Giovana nunca tinha aparecido em nenhum dos ultrassons durante a gravidez.

A mãe fez o acompanhamento do pré-natal. Com o teste positivo em mãos, levou o segundo susto ao realizar o ultrassom.

— O médico viu uma e disse que tinha outra. Eram gêmeas, eu achei bom. Depois ele perguntou se eu estava com algum acompanhante, e pediu para minha irmã entrar. Foi quando ele disse que eram três e eu fiquei desesperada. Achei que ia morrer, comecei a chorar, minha irmã falou “calma, vai dar certo”. Depois, eu já queria ver a carinha delas.

Bebês prematuras

Devido ao parto prematuro, as quadrigêmeas passam por acompanhamento, e a “caçula” Giovana segue internada na unidade de terapia intensiva (UTI). Segundo Michelle, a pequena nasceu com 969 gramas, e precisa chegar a 1,3 quilo antes de ser encaminhada para outra ala do hospital. Com 1,8 quilo poderá ir para casa encontrar as irmãs.

 G1