Polícia
Foto: Reprodução

Um homem de 37 anos morreu na madrugada deste domingo (20), por volta das 5h30, após levar uma facada de sua enteada, uma adolescente de 14 anos. O fato aconteceu em Restinga Seca, no Rio Grande do Sul. De acordo com a Polícia Civil, a adolescente interveio em uma briga entre a mãe e o padrasto.

Será instaurado um procedimento de investigação de ato infracional, já que a suspeita é menor de idade. De acordo com a delegada Débora Dias, ela não foi apreendida porque agiu em legítima defesa.

“Em tese, foi legítima defesa de terceiros. Então, não fiz o auto de apreensão. Comuniquei ao promotor, que disse que também não vai pedir a apreensão e vai ouvi-la amanhã de manhã [nesta segunda, dia 21]”, explica a delegada.

Conforme informações divulgadas pela polícia, a família, que mora em Santa Maria, estava acampando durante o final de semana no Balneário das Tunas com um casal de amigos. Durante uma festa, depois de consumir bebidas alcoólicas, o casal começou a discutir e ingressaram em uma briga física. Ao ver a mãe apanhando do companheiro, a adolescente pegou uma faca de cozinha e interveio, atingindo o padrasto na altura do peito, próximo ao coração.

“Os adultos ingeriram bebida alcoólica desde ontem e passaram a noite brigando: a mãe, genitora da menina, e a vítima, que seria companheiro dela. Em uma dessas brigas, a menina pediu para ele parar e, pra defender a mãe, pegou uma faca do chão e deu uma facada. Essa facada foi letal”, descreve a delegada.

O homem chegou a ser levado ao hospital pela família, mas morreu antes de receber atendimento médico. A polícia foi acionada pelo hospital.

Segundo a Brigada Militar, a adolescente estava em estado de choque, chorava muito e repetia que queria apenas defender a mãe, mas que não imaginava que poderia matar o padrasto.

O caso será investigado pela polícia de Restinga Seca.

RS Agora