Região
Prefeitos passarão a decidir sobre a adoção de restrições. Foto: Divulgação

O governador Eduardo Leite, por meio da Famurs, enviou na segunda-feira, 27, uma proposta aos prefeitos do Estado para frear os recursos a cada rodada de bandeiras e evitar a proliferação de medidas independentes adotadas nas prefeituras. A ideia da mudança no modelo de distanciamento controlado é permitir que os municípios decidam entre si, dentro de cada região, se obedecem às regras mais restritivas de isolamento social.

Pela proposta, fica extinta a possibilidade de recurso ao gabinete de crise, que toda segunda-feira muda o mapa de risco do Estado. Se houver unanimidade entre os prefeitos de cada região, eles poderão adotar os parâmetros da bandeira anterior mais flexível. Se não for possível obter consenso, fica estabelecida a bandeira determinada pelo governo.

Em relação à proposta a Associação dos Municípios da Região Celeiro – Amuceleiro, por meio do presidente e prefeito de Braga, Carlos Vigne, enviou um ofício ao presidente da Famurs, Emanuel Hassen de Jesus, na quinta-feira, 30, aceitando a mudança. A decisão foi tomada em conjunto com todos os prefeitos que discutiram em videoconferência, no último dia 24, a proposta de Leite. A decisão da Amuceleiro repassada à Famurs será entregue ao governador na próxima semana, junto com a resposta das demais associações do RS.