Geral
Foto: Ilustração

Neste próximo dia 30 de junho se completará 10 meses de um crime que chocou a comunidade regional e também todo o Rio Grande do Sul.

Em um final de madrugada gelado, um bebê recém-nascido foi arremessado pela janela de um ônibus em movimento em uma avenida na cidade de Panambi.

Era Ana Vitória.

Sua mãe, moradora em Dezesseis de Novembro, após um parto improvisado no banheiro do coletivo, havia se desfeito de um ser indefeso.

O bebê foi encontrado por um pedestre e encaminhado para o hospital local e, posteriormente, para um hospital em Santa Rosa, onde ficou internada por cerca de 30 dias.

Depois foi encaminhado para a Associação de Voluntários – Casa de Passagem Panambi (Avocap), onde permaneceu aos cuidados de profissionais e voluntários do local.

Adoção

A informação da Avocap é de que, Ana Vitória acaba de ser adotada por uma família. A entidade não revelou a identidade dos adotantes nem maiores detalhes sobre o destino de Ana Vitória.

O fato é que a garota agora tem uma família para crescer e ser educada.

A autora do abandono, Andrieli Balbueno, de 21 anos, está presa preventivamente e indiciada por tentativa de homicídio triplamente qualificado e deve ir a júri popular.

Portal RD