Estado
Foto: CCR ViaSul / Divulgação

Quem trafega pelo trecho em obras da duplicação da BR-386, em Marques de Souza, percebe a transformação que vem acontecendo nos locais por meio das mais de 20 frentes da CCR ViaSul que atuam nas intervenções para concluir os 20,3 quilômetros deste primeiro trecho. Entre as principais entregas previstas estão as novas pontes. Serão seis novas estruturas, além da adequação das seis estruturas já existentes, entre os quilômetros 326,1 e 339,1.

De acordo com o coordenador de Engenharia da CCR ViaSul, Fábio Hirsch, na estrutura da nova ponte de Várzea Marques de Souza I já foram iniciados os trabalhos de construção dos pilares e travessas, para, posteriormente, serem implantadas as vigas.

Entre outras ações já em andamento, o coordenador cita a execução das estacas, que integram a parte da fundação, nas pontes da Várzea Marques de Souza II e Sanga Picada Flor, tanto na nova estrutura quanto no alargamento da já existente. Já na nova ponte da Várzea Marques de Souza III, já acontecem os trabalhos de concretagem das vigas, bem como a implantação de estacas do alargamento da estrutura já existente.

Para a construção de todas essas estruturas, novas e já existentes, a emepresa estima uma utilização de 2.170 m³ de concreto, além de 370 toneladas de ferro.

São cerca de 600 trabalhadores diretos e indiretos atuando em 20 frentes da duplicação, exercendo as atividades de supressão vegetal, terraplenagem, escavação de material rochoso, drenagem, fabricação de infraestruturas de obra de arte especiais (estacas, vigas para pontes) e de placas de sinalização vertical. Concomitante a essas etapas, as equipes de terraplenagem atuam na colocação e compactação das camadas de aterro de até 8 metros de altura em alguns locais.

Para a realização de todos esses processos são utilizadas aproximadamente 100 máquinas. Ao todo estão previstos cerca de R$ 300 milhões nas obras de duplicação deste primeiro trecho.

Além da duplicação dos 20,3 quilômetros no trecho, a CCR ViaSul irá construir 13 quilômetros de vias marginais, dois retornos em nível, seis adequações de acesso, quatro passarelas de pedestres, seis novas pontes, seis alargamentos de pontes existentes, duas passagens inferiores e duas superiores. Ainda, serão implantados novos dispositivos de segurança, como 50 quilômetros de defensa metálica, nove quilômetros de barreiras e 170 terminais atenuadores de impacto, bem como iluminação das passarelas de pedestres, pontos de ônibus e nas vias marginais.

Até 2030, a CCR ViaSul irá duplicar mais de 165 quilômetros da BR-386 entre Carazinho e Lajeado, beneficiando 22 municípios ao longo do trecho de concessão.

Receba gratuitamente as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/JrnRt9zoVyP24hyVKT2jRA

Rádio Independente