Polícia
Foto: Divulgação

Recebeu alta na tarde desta quarta-feira (23), Erick Boeira, o bebê de um ano e nove meses atingido na cabeça por um tiro, em Passo Fundo, na Região Norte do Rio Grande do Sul. Ele estava internado no Hospital São Vicente de Paulo desde o dia 22 de agosto.

Após um mês internado, em recuperação, o menino de 1 ano e 9 meses vai retornar para sua casa, com a família. Apesar do retorno ao lar, ele ainda possui algumas limitações.

Foi gerada na cidade, uma grande corrente de orações da família, dos amigos e da comunidade, com toda a dedicação da equipe de atendimento do Hospital São Vicente de Paulo.

SOBRE O CASO

No fim da noite de sexta-feira, 21/08, uma família deslocava com um veículo Gol pelo Bairro São Luiz Gonzaga, quando se deparou com indivíduos na rua discutindo. Segundo a polícia, cerca de 100 metros depois, os tripulantes do carro ouviram um disparo de arma de fogo e logo constataram que o bebê de apenas um ano havia sido baleado na cabeça.

No veículo estava Erick, seus pais, o tio e o irmão de 4 anos.  A família havia saído de casa para levar o tio da criança até a sua residência.

Os pais de Erick foram às pressas para o Hospital de Clínicas de Passo Fundo, onde a criança recebeu os primeiro atendimentos e passou por um procedimento cirúrgico.

A vítima precisou ser transferida para HSVP.

SOBRE A PRISÃO DO RESPONSÁVEL PELO DISPARO

Após uma rápida ação da Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa de Passo Fundo o autor dos disparos foi identificado. Ele se apresentou na delegacia, com a presença de sua advogada, na quarta-feira, 26/08. A delegada frisou que a identificação foi rápida e contou com o apoio de moradores da região onde o autor mora.

“Esse indivíduo foi apontado como suspeito desde a noite dos fatos. Os próprios pais da criança o viram no local e informaram que os disparos tinham vindo da direção onde ele estava. A partir de então, de forma incansável, os policiais foram a campo, tentaram localizar ele, não conseguiram, mas, nós ouvimos outras testemunhas, recebemos denúncias de moradores próximos e conseguimos trazer provas para dentro do inquérito policial, de que efetivamente esse indivíduo foi o autor dos disparos ”, informou Mineto.

ADVOGADA

A doutora Ana Carolina Tres Bühler, advogada de defesa do preso, relatou que seu cliente reagiu um assalto e não tinha como intenção atingir a criança. Em entrevista concedida à  Planalto News, a jurista disse que dois indivíduos, armados com uma faca, tentaram efetuar um assalto contra seu cliente. Ele reagiu e efetuou dois disparos, um para o alto e outro para o lado. O último, de forma desintencional acertou o veículo onde estava a criança.

A jurista foi questionada sobre os antecedentes criminais do preso. Ela relatou que ele já cumpriu sua pena e é uma pessoa de bem.

Rádio Planalto News