Segurança
Foto: Ilustração

Um bebê de dois anos morreu afogado em uma piscina, por volta das 14h do domingo (3), no Bairro Central em Santa Rosa (RS). O tio da criança comunicou na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), que haviam realizado um almoço em família, na sua residência, com os pais e avós do bebê.

Conforme o relato do tio, no momento em que eles foram descansar na sombra, outro filho do casal de cinco anos pediu para entrar na piscina e ele o acompanhou, sendo que, ao entrar na piscina, a qual estava com a água turva sem poder enxergar o fundo, ele encostou-se a algo, porém não sabia o que era, logo após constatou que era seu sobrinho. A criança foi encaminhada para o Hospital Vida & Saúde, onde foi constatado o óbito.

A mãe do menino informou, que havia trocado a fralda do filho a pouco, acredita “que foi questão de ‘piscar os olhos’, muito rápido o lapso entre o bebê ter caído e ter sido localizado”, explicou.

A Polícia Civil de Santa Rosa trata o caso como Homicídio culposo, quando o sujeito tira a vida de outro sem intenção, por negligência, imprudência ou imperícia. O corpo do bebê foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Ijuí. Não há grades de proteção ao redor da piscina.

Jornal Noroeste