Economia
Foto: Reprodução

Desde a segunda-feira (7), os trabalhadores que não realizaram o saque emergencial no valor de R$1.045 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) podem ter uma nova oportunidade para sacar.

Segundo a Caixa Econômica Federal, cerca de 15 milhões de pessoas estarão autorizadas para manifestar o arrependimento e assim pedir a liberação do recurso.

“Todos aqueles com saldo em contas ativas ou inativas do Fundo de Garantia tiveram a quantia de até um salário mínimo transferida para uma poupança social digital aberta pela Caixa exclusivamente para este fim”, informa o banco.

O calendário de pagamentos do Saque Emergencial do FGTS no valor de R$ 1.045 começou em junho e terminou neste mês de novembro. Durante todo o calendário, foram disponibilizados R$ 37,8 bilhões para mais de 60 milhões de trabalhadores. Ou seja, 20,9% do total não foi retirado.

De acordo com o banco, para realizar a solicitação é necessário usar o aplicativo do FGTS, que está disponível para ser baixado em Android e iOS.

Vale ressaltar que o trabalhador tem até o dia 31 de dezembro para realizar o pedido.

“Caso o trabalhador queira receber o valor, poderá realizar a solicitação pelo aplicativo FGTS até o dia 31/12/2020. O valor será creditado na poupança social digital e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem”, informou o banco.

Consulta de saldo e informações cadastrais

Para receber o Saque Emergencial FGTS, é preciso estar com os dados cadastrais atualizados. Segundo a Caixa, os trabalhadores que ainda não receberam devem acessar o aplicativo FGTS, complementar os dados cadastrais e solicitar o saque dos valores, que serão creditados na Conta Poupança Social Digital.

A Caixa disponibiliza os seguintes canais de atendimento para o saque emergencial FGTS:

  1. Site FGTS
  2. Central de Atendimento CAIXA 111, opção 2:
  3. Internet Banking Caixa
  4. APP FGTS

Diário da Manhã