Bichos
Foto: Arquivo Pessoal

Uma brincadeira acabou fazendo Letícia Bühring, 25, e Ivan José da Silva, 39, adotarem uma ovelha em Teutônia. Proprietários de um escritório de arquitetura e imóveis, eles estavam visitando um cliente quando surgiu a proposta em agosto desse ano. Veja vídeo:

https://www.facebook.com/agoranovaledotaquari/videos/3167660386839577

“Ele trouxe dentro de uma caixa e pediu, na brincadeira, se eu não queria levar. Preparamos uma mamadeira e eu fui a primeira pessoa a dar leite para ele”, conta Letícia em entrevista ao Agora no Vale.

Oséias Jr, como ficou conhecido a ovelha, foi rejeitado pela mãe logo após o nascimento. Outro irmão morreu depois do parto. Fraco e pequeno, Oséias provavelmente teria o mesmo destino se não fosse os cuidados do casal.

Oséias logo após o nascimento. Foto: Arquivo Pessoal

A ovelha foi levada para a residência da família, em uma das principais ruas do bairro Languiru: a Major Bandeira. Nos primeiros dias, Oséias era criado dentro de casa pela falta de pelagem e aos poucos foi levado para o pátio. Uma casa de paletes de madeira foi construída para o novo pet do casal.

Além da ovelha, Letícia e Ivan também têm um cachorro chamado Thanos. Tirando algumas pequenas brigas, os animais vivem em harmonia e são levados até para passear juntos. “O pessoal fica curioso. Uma pessoa até disse que achava que a ovelha era um poodle”, comenta Letícia.

Conforme ela, uma das principais diferenças da ovelha para outro animal de estimação é os cuidados. Ela precisa ser alimentada quatro vezes ao dia em horários específicos. Também há uma preocupação quanto ao tamanho que o animal terá na fase adulta e se conseguirá se adaptar no pátio da residência.

De tão famoso que se tornou, Oséias ganhou até um conta no Instagram. A página mostra a rotina do animal com a família.

Entrevista

Agora no Vale – Você gosta de animais?

Letícia Bühring – Sim, não sei de onde vem esse sentimento, mas gosto como se fossem quase meus filhos. Adoro minha profissão, mas se tivesse oportunidade faria medicina veterinária.

Agora no Vale – Como está sendo a repercussão de Oséias nas redes sociais?

Letícia Bühring – Foi indicação dos amigos e pessoas que viam a gente passear por ele. Uma noite percebi que estava postando muitas coisas dele no meu Instagram particular e deixando as coisas do escritório, então decidi criar uma página específica para o Oséias. A gente chega a ganhar de 3 a 5 seguidores por dia. As publicações repercutem bastante, a primeira publicação no reels teve mais de quatro mil visualizações.

Foto: Arquivo Pessoal

Agora no Vale – Você tem experiência com vários tipos de animais. Qual a diferença da ovelha para outros pets?

Letícia Bühring – A maior dificuldade da ovelha é com quem deixar quando sair, pois ele precisa de cuidados maiores e de um espaço diferente. Outra diferença também é a questão dele precisar de leite na mamadeira. Mas de resto, é quase como outro animal.

Agora no Vale – Um momento marcante com ele?

Letícia Bühring – Foi uma vez que dei leite com ração triturada para ele. Depois de tomar, o Oséias não se mexia mais. Pesquisei na internet e dizia que a ração ao ser misturada com o leite fermenta na barriga da ovelha, então ele estava com prisão de ventre. Achei que iria perder ele, foi quando chorei. Peguei ele no colo, a respiração estava diferente e ele tremia de dor. Como era tarde, não tinha para quem ligar. Mas depois de cuidar e ficar até 2 horas da manhã fazendo massagens na barriga, ele começou a arrotar e isso aliviava as dores.

Agora no Vale – Você tem preocupação de ter de deixar a ovelha por algum motivo de adaptação ao pátio?

Letícia Bühring – O Oséias é uma mistura de Santa Inês com Texel. O pai dele é muito grande e dentro da fazenda hoje, é quem domina o rebanho. Por ter três meses, ele já está grande e acho que ficará grande. Mas acho que ele se adapta ao nosso espaço, até por que estamos nos mudando para o bairro Teutônia, em uma área com pátio normal. No mais, ele se dá bem com pessoas estranhas e trata todos com carinho, então acredito que não terá problemas.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/BC2EPoxtSbEIlzleby7yT3

Agora no Vale