Bichos
Foto: Reprodução

Um caso curioso aconteceu em Farroupilha: um parto raro de uma ovelha, que deu à luz cinco filhotes de uma só vez. O nascimento dos três machos e duas fêmeas da raça Ile de France, aconteceu na propriedade do médico veterinário Paulo Ricardo Monteiro no dia 2 de setembro.

A  Cabanha Gandhi, que fica na localidade Nova Sardenha, há 9km da cidade, nunca havia registrado um nascimento assim. O veterinário afirma que é comum nascer mais de um cordeiro, mas quíntuplos é algo raro. 

— Essas raças para produção de carne, Texel, Ile de France,  Hampshire Down e Poll Dorset têm a tendência, em função de sua genética, para partos múltiplos. Normalmente são dois ou três, quatro é raríssimo e cinco, eu realmente nunca vi. Correlacionamos esses partos múltiplos a dois fatores: a genética e a nutrição. Isso porque o animal tem que estar num aporte de nutrição muito bom, para poder ter essa superovulação para ocorrer essas gestações múltiplas. Ou seja, não adianta ter a genética no rebanho se na hora da cobertura as fêmeas estiverem em baixas condições alimentares— destaca Monteiro. 

Ao observar a circunferência do animal, o veterinário imaginou que seria um parto múltiplo, mas pensou em no máximo três filhotes. Naquele dia, assim que ele chegou em casa, ela iniciou o trabalho de parto e, por isso, Monteiro acompanhou todo processo, sendo fundamental para garantir que todos sobrevivessem. O parto teve uma duração de cerca de 1h15min. Todos os cordeiros sobreviveram e estão bem.  Um deles, no entanto, nasceu muito pequeno e fraco, por isso tem recebido atenção especial. 

— Para esse filhote, coletei o leite colostro em uma seringa e o alimentei, primeiramente. Depois disso, eu o trouxe para dentro de casa e está lá até agora. Trato ele na mamadeira com leite de vaca. Ele é como um pet, solto ele na grama em dias bons. Já tentei levar ele para a mãe, que quer ele, mas ele só quer saber de mim — afirma o veterinário que mantém o filhote na sua residência, junto ao seu cachorro, o Maremano, que é de uma raça de pastoreio de ovinos.

Os cuidados não são apenas com ele que cria dentro de casa, o veterinário alimenta ainda outro cordeiro, complementando com o leite materno. Um terceiro filhote também recebe atenção especial, pois se machucou e está com uma tala em um dos membros inferiores. 

A mãe dos cordeiros, que é uma ovelha pura (PO), de segunda cria, na primeira gestação teve gêmeos. Agora, para garantir a produção de leite para os filhotes, ela também recebe cuidado especial. É tratada de duas a três vezes ao dia com uma ração peletizada 18% de proteína e alfafa a vontade. Em dias bons ela fica solta em campo nativo.

Pioneiro