Economia
Foto: Reprodução

Com a inflação nas alturas, o endividamento das famílias bateu recorde de 77,7% das famílias no mês de abril. Em março deste ano, o país atingia 77,5% de lares endividadas; em fevereiro, o percentual era de 76,6%. Os dados são da Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). 

Os dados também trazem informações sobre o nível de comprometimento da renda do consumidor com dívidas, contas e dívidas em atraso, e sua percepção em relação à capacidade de pagamento. Em março deste ano, o país atingiu 77,5% de famílias endividadas; em fevereiro, o percentual era de 76,6%.

O resultado representa um avanço de 0,2 ponto porcentual (p.p.) ante março. Em relação a abril de 2021, quando a parcela de endividados estava em 67,5%, a alta foi de 10,2 pontos porcentuais.PUBLICIDADE

“A gente chegou a maior proporção da alta de endividamento dos últimos meses desde o ano passado. Temos um recorde e, em abril, chegamos a esse 77,7% de famílias endividadas. De fato, representa cerca de 12 milhões de brasileiros. Cada vez estamos tendo um maior número de endividados. Quando você tem uma dívida e renegocia, você acaba aumentando o seu endividamento”, comenta a economista Izis Ferreira, da CNC. 

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/HZcQ9vXiMIN1GC4kHcXcvC

Correio Braziliense