Tempo
Foto: Anselmo Cunha/PMPA

Chuva retorna ao Sul do Brasil nesta semana com a chegada de uma frente fria. O tempo muda entre a terça e a quarta-feira com o avanço do sistema frontal que trará os maiores volumes de precipitação no Rio Grande do Sul.

Depois de uma segunda-feira de sol e calor com temperatura muito alta para o mês de maio, uma frente fria começa a ingressar no território gaúcho no começo da terça a partir do Extremo Sul gaúcho. No decorrer da terça, a instabilidade alcança grande parte do Sul, do Centro e do Oeste do Estado, mas pode chover em pontos isolados da Metade Norte.

Na quarta-feira, a frente fria progride mais para o Norte e as precipitações atingem a maior parte do Rio Grande do Sul, alcançando pontos do Norte gaúcho que não tiveram chuva durante a terça. Na sequência, a frente muda o tempo em Santa Catarina e no estado do Paraná.

Em Porto Alegre e região, não se descarta a ocorrência de chuva já na segunda metade do dia na terça, entretanto a instabilidade deve predominar mesmo é ao longo da quarta-feira.

Como o Sul do Brasil enfrenta uma situação de estiagem, sob um cenário ideal a frente fria traria volumes de precipitação elevados. Não é o que vai ocorrer. O Rio Grande do Sul deve concentrar os mais altos acumulados de precipitação ao passo que em Santa Catarina e, principalmente, no Paraná devem chover bem menos.

No Rio Grande do Sul, a grande maioria dos municípios deve ter ao menos 10 mm a 20 mm, mas haverá diversos pontos com 30 mm a 50 mm, antecipando-se que haverá locais com mais de 50 mm. O mapa abaixo mostra a projeção de chuva do modelo alemão Icono, disponível ao assinante na seção de mapas.

Esta frente fria precede uma massa de ar polar que trará ar frio e seco na segunda metade da semana no Rio Grande do Sul, firmando o tempo com uma sequência de dias de sol e noites frias no Estado.

MetSul