Dicas
Foto: Reprodução

Aquela gordurinha localizada no abdômen insiste em ficar ali, apesar de você (achar que) já ter feito de tudo para eliminá-la? Isso é algo que escuto muito nas consultas, seja por quem recém começou o processo de emagrecimento ou por quem já perdeu peso, mas não consegue perder a barriga.

A notícia que eu trago é que a gente não escolhe, nem com dieta, nem com exercícios físicos, de onde a gordura do corpo será eliminada. Essa será uma manifestação única e exclusivamente do seu corpo. Mas calma! Alguns hábitos podem te ajudar nessa batalha. Vem conferir:

Consuma menos calorias do que gasta

A regra é simples: se você ainda quer eliminar gordura – seja ela localizada ou não – sua dieta precisa estar em déficit calórico. Ou seja, você precisa ingerir menos calorias do que gasta.

Para isso, procure um nutricionista para auxiliar a formatar o seu objetivo e definir como distribuir as calorias consumidas entre os alimentos. A qualidade das refeições também é importante e vai influenciar na sua composição corporal.

Beba água e durma bem

Parece óbvio, né? Mas boa parte dos pacientes que atendo não bebe a quantidade de água necessária para manter o corpo bem hidratado. Isso vai influenciar nos seus resultados. Dormir bem também é fundamental. Você planeja as suas atividades do dia, mas esquece de colocar nesse plano as suas horas de sono? Reveja isso!

Mexa-se (muito)

Se manter ativo vai ajudar na manutenção da sua musculatura e, consequentemente, na aparência estética do seu corpo. Sem contar que ainda aumenta o gasto calórico, o que é ótimo se você está buscando queimar gordura. É importante que você procure um educador físico para te auxiliar e vá em busca de modalidades com as quais você se identifica. Lembre-se também que manter uma atividade física regular é importante para a saúde no geral, independente dos resultados estéticos.

Sem permissão para deslizes

Se você já atingiu seu objetivo de perder peso e está tentando apenas eliminar a gordurinha localizada, não há espaço para deslizes.  A verdade é que, quanto mais específica for a meta que você está buscando, mais dedicada você vai precisar ser.

Portanto, evite tudo aquilo que não está no seu planejamento nutricional: a bebida alcoólica, as escapadas do final de semana que envolvem aquela pizza ou batata frita, a sobremesa que não estava prevista no cardápio  e assim por diante. Se manter o mais fiel possível ao que foi planejado nessas horas é absolutamente fundamental.

Mantenha a constância

Essa dica é a mais importante de todas: se mantenha constante na boa alimentação e praticando atividade física. Os resultados aparecem a longo prazo, então persista e continue em frente. O grande problema da maioria dos pacientes é não conseguir focar no tratamento. Fazem a dieta durante um período, largam ela por um tempo e depois voltam do zero. Isso faz com que você não saia do lugar e acabe se frustrando. O processo é lento, exige paciência, mas é preciso que você entenda que só existe um caminho: continuar.

Paula Mar Pinto é nutricionista clínica por formação, mas se considera uma “facilitadora de experiências saudáveis”. Depois de muito brigar com a balança, resolveu se aliar a ela. É autora do projeto E Agora, Nutrinha?.  

GZH