Trânsito
Foto: Divulgação

O Instituto Médico-Legal (IML) de Jacarezinho identificou os corpos das cinco vítimas do gravíssimo acidente ocorrido no início da tarde de sexta-feira (3), na BR-153, em Santo Antônio da Platina – PR.

Fábio Ricardo Mialski de Oliveira Júnior, 27, Lorena Ribeiro Basílio, 23, Murilo Augusto Rosendo de Oliveira, 26, Juliana Barros Wolf, 25, e Nina D’el – Rei Rosendo, de apenas 1 ano e 2 meses viajavam em um Ford Fiesta (placas de Santo Antônio da Platina), com destino a Curtiba, que bateu de frente com uma carreta do município de Lins-SP, no Km 51 da rodovia, pouco antes das 13 horas. Todos os ocupantes do veículo morreram na hora.

Foto: Luiz Guilherme Bannwart

O motorista da carreta, Joaquim Pedro Lucas, de 63 anos, foi socorrido e encaminhado ao pronto socorro de Santo Antônio da Platina. Ele reclamava de dores no tórax, mas estava consciente e orientado. De acordo com os socorristas, havia suspeita de lesão na coluna cervical da vítima.

Segundo apurou a reportagem no local do acidente, as vítimas passaram as festas de fim de ano com parentes em Santo Antônio da Platina e retornavam para Curitiba, onde moravam, quando aconteceu a tragédia.

Foto: Luiz Guilherme Bannwart

O trânsito ficou bloqueado por mais de três horas em ambos os sentidos, sendo normalizado por volta das 16 horas. As circunstâncias do acidente estão sendo investigadas pela Polícia Civil, mas segundo testemunhas a carreta teria invadido a pista contrária.

A reportagem recebeu informações de que carretas de uma empresa transportadora abastecem num posto de combustíveis exclusivo existente no local do acidente e que tem sido comum os veículos pesados acessar a pista da BR-153 sem se preocupar com o tráfego da rodovia, colocando em risco os usuários da estrada. Essa denúncia tem sido frequente, mas nenhuma medida foi adotada para coibir os abusos.

Tribuna do Vale