Geral
Foto: Reprodução

O deputado Osmar Terra (MDB-RS), um dos principais teóricos do negacionismo da pandemia do governo Bolsonaro, foi transferido nesta segunda-feira (23) para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), em Porto Alegre. As informações são do jornalista Fábio Schaffner, do jornal Zero Hora.

Diagnosticado com Covid-19 no dia 13 de novembro, o ex-ministro deu entrada na unidade de saúde no domingo (22) para, segundo ele, realizar “exames de avaliação e fisioterapia complementar”. Na ocasião, foi constatado que Terra estava com inflamação nos pulmões.PUBLICIDADE

Segundo Schaffner, Terra estaria respirando com a ajuda de uma máscara.

Em boletim médico divulgado nesta segunda-feira (23), o hospital informa que o deputado “permanece internado para tratamento dos sintomas decorrentes da COVID-19” e que “encontra-se estável e sentindo-se confortável, com bom padrão respiratório respondendo as medidas adotadas até o momento”. A unidade de saúde não informou, entretanto, quais medidas vêm sendo adotadas e nem confirma a transferência de Terra para a UTI.

Crítico ferrenho das medidas de isolamento social e protocolos de segurança contra a Covid, Osmar Terra chegou a prever que a pandemia no Brasil acabaria em abril e, depois, em junho.

“A curva de contágio da Covid-19 já passou pelo pico e está caindo durante o mês de maio, como prevíamos. Todas as cidades mais afetadas registram quedas de internação diária. A trajetória do vírus ignorou a quarentena, não achatou curva alguma. Epidemia termina em junho”, afirmou no início daquele mês.

Além disso, o negacionista também previu que a Covid-19 mataria menos que a epidemia de H1N1 de 2019, que matou cerca de 2.100 pessoas

Logo que foi diagnosticado com Covid, Osmar Terra disse que iniciou tratamento precoce com hidroxicloroquina, substância que não tem eficácia comprovada contra a Covid-19.

Revista Forum