Estado
Foto: CDN COMUNICAÇÃO/DIVULGAÇÃO/JC

Equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Ambiental e Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs) vistoriaram nesta segunda-feira (27) a barragem Passo do Meio, em São Francisco de Paula, após fissura detectada pela Defesa Civil Estadual no sábado (25). Segundo o comunicado da Empresa Energética Campos de Cima da Serra, a situação no local está controlada.

A comitiva acompanhou as medidas tomadas preventivamente pela empresa por conta do aparecimento de infiltração pontual no vertedouro da usina, que segue em condições normais de operação. No fim de semana, a companhia acionou o nível de segurança de emergência conforme estabelecido no Plano de Emergência (PAE) do empreendimento assim que identificou a ocorrência durante monitoramento contínuo.

Segundo a empresa, uma equipe de especialistas técnicos segue no local para investigar as causas do evento e definir ações corretivas. O comunicado diz ainda que os profissionais estão implementando medidas de segurança como a redução do nível da barragem e a consequente pressão sobre o vertedouro, a fim de preservar a capacidade operativa da PCH e proteger as comunidades vizinhas a mais de 40km de distância da mesma.

Moradores de comunidades ribeirinhas ao longo do Rio das Antas receberam alerta, via SMS, para que procurassem a Defesa Civil de suas cidades. As comunidades fazem parte dos municípios de Antônio Prado, Bom Jesus, Campestre da Serra, Caxias do Sul, Flores da Cunha, Monte Alegre dos Campos, Nova Pádua, Nova Roma do Sul, São Francisco de Paula, São Marcos e Vacaria.

A Pequena Central Hidrelétrica (PCH) de Passo do Meio gera 30 Megawatts em uma barragem com 30 metros de altura e um reservatório que ocupa 186 hectares. Ela foi outorgada pela Sema em 2001 e sua Licença de Operação (LO) foi emitida pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) em dezembro de 2019.

Jornal do Comércio