Justiça
Casa da idosa onde ocorreu o crime. Foto: Arquivo/Divulgação/PC

Daniel de Jesus Santana foi condenado a 20 anos e seis meses de prisão em regime inicial fechado por estupro e morte de uma idosa de 89 anos, em julgamento realizado no dia 26 de setembro, no Fórum de Três Passos.

Conforme o MP RS, o corpo de jurados acatou a tese do MP, defendida pelo promotor de Justiça Caio Isola de Aro, e considerou o homem culpado por homicídio duplamente qualificado, por meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima, bem como por estupro de vulnerável.

Foto: Arquivo/BM

Ainda conforme o MP RS, em 11 de maio, por volta das 16 horas, na localidade de Campos Sales, interior de Tiradentes do Sul, Daniel entrou na casa da vítima, Gomercinda Azambuja, que estava sozinha. Ele arrastou a idosa, que era muito debilitada, da cadeira onde estava sentada até o sofá da sala. Lá, sobre um colchão, o homem iniciou o ato de estuprar a vítima. Para evitar que ela gritasse por socorro, o réu tapou a boca e o nariz da idosa, o que provocou sua morte. Ao ouvir um dos filhos da mulher chegar, Daniel pulou a janela e saiu correndo, deixando para trás um boné e uma camiseta, sendo reconhecido pelos familiares da vítima.

O acusado está preso há quatro meses e não recebeu o direito de recorrer em liberdade.