Saúde
Conheça mais alguns alimentos vilões que parecem mocinhos

Comer bem exige força de vontade, já que esse aprendizado promove uma significativa mudança de hábitos. Um dos cuidados para ter sucesso é, desde o início, fugir de alimentos que fazem mal à saúde, mas que parecem bonzinhos. Pensando nisso, vamos mostrar mais 3 alimentos que não fazem parte de uma alimentação saudável (confira aqui outros alimentos desse tipo):

1. Margarina

Ela ficou famosa nas dietas de perda de peso, já que, diferentemente da manteiga, apresenta baixo teor de gorduras saturadas. Apareceu como uma boa saída para substituir o produto de origem animal, que é feito basicamente de leite e sal.

Porém, a margarina traz um grande perigo: as gorduras trans (resultantes do processo industrial de hidrogenação do óleo vegetal), substâncias associadas a uma série de doenças. Há marcas que se dizem “zero gorduras trans”, porém, para que isso aconteça, é realizada uma esterificação, processo que também já foi relacionado a problemas de saúde. A margarina passa por branqueamento e traz uma série de aditivos químicos.

2. Sopas de saquinho

Outras campeãs de praticidade são as sopas em pó, preparados saborosos com poucos carboidratos que funcionam como uma refeição. Basta colocar água e aquecer que está tudo pronto. Parece um passe de mágica né? Mas será que faz bem à nossa saúde?

A questão é o que está escondido nas promessas de facilidade. De modo geral, as sopas pré-prontas contêm altas concentrações de sódio e glutamato monossódico em uma única porção. Além disso, muitas marcas trazem também corantes e conservantes artificiais. Então, se é para ter sopa, a melhor opção é preparar, em casa, as marmitas da semana, com vegetais e temperos frescos e sal na medida.

3. Temperos prontos

Da mesma linha das sopas, o uso de temperos prontos traz uma série de malefícios à sua saúde! Ricos em sódio e glutamato monossódico, eles podem até mesmo aumentar a pressão arterial. Além disso, nosso paladar vai se tornando viciado neste tipo de produto e acaba por sempre querer mais um pouco… ou seja, o glutamato no cérebro agem como um elemento viciante! Troque os temperos prontos por ervas, e alimentos in natura. Para orientar sua alimentação, pense se a sua avó comia esse alimento no seu tempo. Se sim, pode ter certeza que ele é do bem. Se não, desconfie e reveja suas escolhas!

Bella +/Correio do Povo/Gisele Berardi