Cidade
Prefeitura já havia encerrado serviços do SAMU. Foto: Arquivo/TP News

Após encerrar as atividades do SAMU no mês de julho, a administração municipal de Três anunciou nesta quarta-feira, 4, que está devolvendo o Ipe e a Junta Comercial ao Governo do Estado.

O atraso dos repasses do Governo Estadual, que somam mais de R$2,5 milhões na Atenção Básica, segundo a prefeitura, valor que não passaria de R$ 443.000,00, de acordo com o governador Eduardo Leite, motivaram a devolução de mais estes dois serviços.

Os serviços prestados pelo Ipe e Junta Comercial são de responsabilidade do Governo do Estado, os quais vêm sendo prestados e mantidos 100% pela refeitura com a cedência de funcionários, espaço físico e infraestrutura. Já o SAMU era mantido por repasses do Governo Federal e do Estado e municípios conveniados e geravam déficit mensal ao Hospital de Caridade, gestor da unidade em Três Passos.

A prefeitura encaminhou ofícios ao Governo do Estado requisitando o fim dos convênios, o que deve ocorrer, no caso do Ipe em 30 dias, e da Junta Comercial em um prazo de 90 dias.

VEJA TAMBÉM