Serviço
Foto: Reprodução

O edital do concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF) 2021, anunciado há um mês, foi publicado nesta semana. O texto confirma o número de 1,5 mil vagas previstas para o cargo de policial e remuneração de R$ 10.357,88 para jornada de 40 horas semanais.

Parte dos concurseiros iniciou a preparação há meses, antes mesmo da confirmação do certame. A estratégia pode representar vantagem na preparação, visto que a data da prova escrita acontece daqui a cerca de dois meses: 28 de março. 

Miriam Souza, 35 anos, iniciou os estudos para o concurso em maio de 2020. A reação ao conferir o edital, inicialmente, foi de nervosismo: 

— O edital me assustou um pouco, mas já era esperada aquela quantidade de conteúdo. Estou confiante que posso conseguir passar. Por causa da pandemia, há dias em que a concentração vai para o espaço, mas tento manter a calma com meditação e muito foco no objetivo — contou a moradora de Guaíba.

Eduardo Gimenez, 41 anos, também está estudando desde o ano passado. Para ele, que vive em Porto Alegre, a rotina inclui seis horas diárias de estudos, e a divulgação do edital renovou a expectativa: 

— Esse é o meu momento. É a carreira dos sonhos. Creio que o número de vagas é muito expressivo. O teste físico é difícil, mas, se alguém realiza, eu consigo também.

Para o psicólogo Fernando Elias José, que acompanha a preparação de concurseiros e vestibulandos, o controle da emoção tem valor decisivo a essa altura da preparação. 

— A questão emocional é fundamental, tanto quanto a preparação de conteúdos de prova. É uma prova que exige esse equilíbrio, afinal o conteúdo é extenso e há também o teste de aptidão física. O candidato precisa administrar a ansiedade. Quem estiver muito ansioso, muito preocupado, deve fazer um exercício de respiração, tentar perceber a ansiedade. Não adianta criar a ilusão de que se vai perder a ansiedade, mas se pode controlá-la e fazer uma prova — ressalta. 

Requisitos

Para o concurso da PRF 2021, podem se candidatar homens e mulheres, entre 18 e 65 anos, com nível superior em qualquer área e com Carteira Nacional de Habilitação (CNH) tipo B ou superior. Entre as 1,5 mil vagas, 1.175 são para ampla concorrência; 300 para cotas raciais e 75 para pessoas com deficiência (PcD). 

As inscrições ocorrem entre 25 de janeiro e 12 de fevereiro e podem ser feitas pelo site da Cebraspe. A taxa é de R$ 180, que pode ser paga até 5 de março, sendo que o edital prevê possibilidade de isenção para inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), membros de família de baixa renda ou doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde. 

A prova escrita, composta de questões objetivas e discursivas, está agendada para 28 de março. Para quem já realizou o concurso, a novidade são as questões de língua estrangeira (inglês ou espanhol). Já os testes de aptidão física (TAF) ocorrem em 8 e 9 de maio.

GZH